por 15:35 Sem categoria

Projeto da Unioeste no Universidade Sem Fronteiras melhora a qualidade do queijo

Projeto da Unioeste no Universidade Sem Fronteiras melhora a qualidade do queijo

A Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) está trabalhando num projeto de extensão inovador na região que avalia a produção e qualidade de leite e queijo colonial nas áreas rurais de Cascavel e Guaraniaçu. O projeto “Gestão da Produção e Qualidade de Leite e Queijo Colonial”, ligado ao Centro de Ciências Médicas e Farmacêuticas e Centro de Ciências Econômicas, envolve alunos e professores dos cursos de Farmácia e Economia do Campus de Cascavel desde o final do ano passado e faz parte do programa “Universidade Sem Fronteiras”.

Os projetos do Universidade Sem Fronteiras”, maior programa de extensão universitária do País, visam beneficiar regiões com municípios de baixos índices de desenvolvimento humano (IDH). Sob a coordenação da professora Luciana Fariña da área de Alimentos, o projeto do Queijo Colonial tem a colaboração dos professores doutores Fabiana Falconi, da área de Microbiologia, e Ronaldo Bulhões da área de Economia.

Alunos de graduação e docentes estão coletando dados em propriedades rurais nos municípios de Cascavel e Guaraniaçu, para avaliar a atividade econômica realizar análises físico-químicas e microbiológicas em amostras de leite e queijo colonial. O objetivo é melhorar a atividade da agricultura familiar, aumento da renda do agricultor e a qualidade dos alimentos produzidos.

Segundo a coordenadora, todas as análises são feitos nos laboratórios da Unioeste. Em relação à questão econômica, o projeto pretende levantar e avaliar os custos de produção na propriedade e relacionar com os preços praticados, servindo como um parâmetro para o produtor rural.

Fechar