Escrito por 19:00 Foz do Iguaçu, Segurança e Policial

Programa Vida no Trânsito promove ações na Semana Nacional do Trânsito

Compartilhe

De acordo com dados do Ministério da Saúde morrem por ano mais de 35 mil brasileiros vítimas de acidentes. Este número pode ser bem maior e alcançar 50 mil pessoas, já que são contabilizados apenas aqueles que morrem no local do acidente. As principais vítimas fatais foram: os motociclistas, seguidos de ocupantes de automóveis e caminhonetes, pedestres e ciclistas. 

O Programa Vida no Trânsito (PVT) e as instituições parceiras estão divulgando nas páginas das redes sociais vídeos e materiais educativos sobre bom comportamento no trânsito. A iniciativa é feita em alusão à Semana Nacional do Trânsito, que ocorre entre os dias 18 e 25 de setembro. 

Em Foz do Iguaçu, segundo os dados do PVT, foram registrados 1.383 acidentes de janeiro a junho deste ano, que resultaram em 11 óbitos. A maioria dos acidentes com vítimas este ano aconteceu nas Avenidas República Argentina, Paraná, Juscelino Kubistchek, Bartolomeu de Gusmão e Jules Rimet.

Perceba o risco, proteja a vida- A Campanha Educativa tem como tema “Perceba o risco, proteja a vida” e pretende sensibilizar a população sobre a importância da mudança de atitude, evidenciando que cada um é responsável pela segurança de todos e, por isso, deve perceber os riscos e proteger a própria vida e a dos demais ao seu redor. 

Uso do celular- Um dos materiais produzidos pelo Instituto de Trânsito de Foz do Iguaçu (Foztrans), por exemplo, divulga orientações sobre o risco de motoristas e pedestres utilizarem celular ao transitarem pelas vias. No vídeo, a agente de trânsito explica que ao falar no celular por cinco segundos, a uma velocidade de 80km, o motorista percorre às cegas uma distância equivalente a um campo de futebol. 

 “Falar ao celular enquanto dirige diminui a concentração visual e auditiva e aumenta o risco de acidentes. O condutor que promove a segurança no trânsito precisa estar atento e concentrado na direção, orientação que também serve para os pedestres”, explicou uma das Coordenadoras da Semana Nacional de Trânsito em Foz, Silvana Lima da Silva. 

A falta de atenção é um dos principais problemas no trânsito. A combinação de celular e direção também é infração gravíssima, gerando 7 pontos na carteira, e multa no valor de R$ 293,47. 

Além da falta de atenção, a velocidade incompatível com a via, o desrespeito à preferencial e à sinalização lideram as causas de acidentes de trânsito na cidade. 

PVT

O PVT é composto por diversas entidades como o Gabinete de Gestão Integrada Municipal- GGIM, Foztrans, Secretaria de Saúde de Foz, Hospital Municipal Padre Germano Lauck (HMPGL), Diretoria de Vigilância em Saúde/ Vigilância Epidemiológica, Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal, 9ª Regional de Saúde, DETRAN, Bombeiros, Guarda Municipal e Secretaria de Educação.

Close