por 23:01 Sem categoria

Professores estaduais reconhecem conquistas da educação no Paraná

PROFESSORES ESTADUAI RECONHECEM CONQUISTAS DA EDUCAÇÃO NO PARANÁ

O empenho do governador Roberto Requião pela educação no Paraná, a criação do plano de cargos e salários e o aumento de 17,2% foram alguns dos pontos destacados pelos professores que participaram nesta quinta-feira (26) das comemorações dos 60 anos da APP-Sindicato.

O empenho do governador Roberto Requião pela educação no Paraná, a criação do plano de cargos e salários e o aumento de 17,2% foram alguns dos pontos destacados pelos professores que participaram nesta quinta-feira (26) das comemorações dos 60 anos da APP-Sindicato. “Este reajuste é um reconhecimento do governador que sabe das perdas salariais do magistério”, afirmou o professor aposentado José Ueldes Camilo, secretário de sindicatos da APP. A homenagem, em sessão solene da Assembléia Legislativa, foi proposta pelo deputado estadual Péricles de Mello (PT).

O líder do Governo, Luiz Claudio Romanelli (PMDB), afirmou que o relacionamento do governo com a APP-Sindicato está numa fase, construtiva, de avançar nas conquistas da Educação. “Por exemplo, esse reajuste de R$ 17,2% era proposta dos deputados na campanha eleitoral. Acompanhamos passo a passo as negociações. É uma conquista da categoria e precisamos muito dos professores na construção da cidadania”, disse Romanelli.

“O reajuste que vai ser concedido por Requião, é resultado também do empenho da direção da APP, que vem negociando com o Governo do Estado desde 2006”, afirmou, por sua vez, o professor José Camilo. A questão agora, na opinião dele, é com relação à forma como será repassada a reposição para a categoria.

“O governador teve como proposta de campanha repor as perdas e acredito que ele está bem intencionado em cumprir o compromisso. Agora ele estuda se poderá fazer de uma vez só, ou em parcelas. Para nós o ideal é que fosse repassado integralmente em à partir de 1º de maio”, concluiu.

Cargos e salários – “Os professores reconhecem os avanços da educação no Governo Requião. Este reajuste ainda não é o ideal, mas levando em consideração o índice de reajuste dos demais servidores públicos, está de bom tamanho, à contento da categoria”, disse a professora Marly Marcusso de Brito. Ela também defendeu que o repasse ocorra integralmente em uma única parcela. “Contamos com o apoio dos deputados para isso”, afirma.

Marly Marcusso disse ainda que a criação do plano de cargos e salários dos professores, realizada por Requião, significou um grande avanço para o magistério. “Temos agora que reivindicar para criar um plano de cargos e salários também para os trabalhadores das escolas”, disse.

A professora aponta que a categoria amarga uma perda salarial de aproximadamente 60% acumulada desde o final do primeiro governo Requião (1994). “Na minha opinião, o governo Jaime Lerner foi um desgoverno, foi uma desgraça para o povo do Paraná”, enc.

Conquista – O presidente da APP, José Lemos, o reajuste de 17,2% é uma conquista importante para a educação do Paraná. “Importante também para os demais servidores públicos do Paraná, não só para os professores, mas contempla todos os servidores com a unificação da data-base em 1º de maio”, disse.

Lemos também destacou o teor da proposta do governador Requião, que vai corrigir os salários do magistério de acordo com o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo). “Este índice é o que melhor corrige os salários dos servidores”, avalia. Ele informou ainda que, mesmo com o reajuste concedido por Requião, à categoria mantém luta pela equiparação salarial com os demais servidores do Executivo.

Fechar