Escrito por 08:15 Destaques, Foz do Iguaçu, Segurança e Policial

PRF: apreensões de drogas dobraram nos dez primeiros meses deste ano

Compartilhe

A Polícia Rodoviária Federal apreendeu 634 toneladas de maconha de janeiro a outubro deste ano, quase o dobro em relação às 322 toneladas apreendidas em todo o ano passado. A atuação da PRF resultou em recordes de apreensões de diversos itens de contrabando que entram pelas fronteiras brasileiras.

Os dados foram apresentados pelo Diretor Executivo da Polícia Rodoviária Federal (PRF), José Lopes Hott Junior, na noite de quarta-feira (18), no primeiro painel do VII Seminário Fronteiras do Brasil, realizado pelo Instituto de Desenvolvimento Econômico e Social de Fronteiras (IDESF).

A apreensão de cocaína ficou em 27 toneladas nos dez primeiros meses de 2020, três a mais do que as 24 toneladas interceptadas em 2019. O total de dinheiro em espécie apreendido, recursos potencialmente empregados em ilícitos, foi de R$ 25 milhões e US$ 2,6 mil, contra R$ 17 milhões e US$ 1,2 mil interceptados no ano anterior.

Além desses, itens como armas, cigarros, recuperação de veículos e até a prisão de pessoas também tiveram resultados mais expressivos de apreensões no balanço até outubro, dois meses antes do ano acabar.

Entre os fatores que justificam os números expressivos, Hott destacou a qualificação dos profissionais, que agora contam com uma universidade corporativa. Também elencou o investimento em tecnologia, a revisão nos mecanismos de governança e o ingresso de 1,7 mil novos agentes, apesar de afirmar que essa não foi a proporção de aumento do efetivo, pois boa parte dos novos policiais supriu vagas em aberto na corporação.

“Houve uma modificação da percepção da sociedade em relação a atuação do policial. Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal são instituições com alto índice de aprovação, o que se reflete na motivação dos policiais”, ressaltou.

Da redação com Idesf

Close