por 21:00 Brasil

Preso por estupro ataca mulher assim que é liberado para ‘saidinha de Natal’

Precisou apenas 48 horas para que um criminoso condenado por estupro, após liberado para usufruir da famigerada “saidinha de Natal”, atacasse novamente. A vítima foi uma corretora de imóveis de Marília-SP. O estupro só não ocorreu porque a vítima reagiu e, mesmo bastante machucada, conseguiu afugentar o estuprador.

O criminoso se passou por cliente da vítima, para atraí-la a uma das casas que ela era responsável, e anunciou o crime ameaçando-a com uma faca. Eles lutaram e diversos ferimentos foram feitos nas mãos da mulher, que precisou levar 51 pontos e passará por cirurgias para tentar reverter danos em ligamentos.

O estuprador também foi ferido, e fugiu levando o carro da vítima, mas acabou capturado e encontra-se hospitalizado. “Não me conformo com a Justiça, que falhou comigo ao soltar um cara que já tem condenação por estupro. Estou com muito medo, porque ele disse que mataria a mim e minha família e não sei a rede de contatos dele“, desabafa a corretora atacada, que revela ter reagido por instinto.

Luís Henrique Caetano da Costa, conforme dados do sistema penitenciário, foi condenado a 34 anos por furto, roubo e estupro. Ele deixou a Penitenciária de Iperó em 22 de dezembro, na véspera do Natal, e está com a prisão preventiva novamente decretada. “Saidinhas” em feriados são um perigo a ordem e à segurança pública. Qual a finalidade de soltar criminosos perigosos e tornar reféns os cidadãos?

Confira mais no MBL News.
Fechar