por 14:01 Foz do Iguaçu

Prefeitura vai entregar casas para 25 famílias na Vila C

Plano habitacional de Foz do Iguaçu, em parceria com os governos estadual e federal, prevê entrega 1.081 moradias num prazo de um ano

O maior programa habitacional do interior do Brasil cumpre mais uma etapa na primeira semana de fevereiro. Vinte e cinco famílias em situação de vulnerabilidade vão morar em casa própria na Vila C. As 25 moradias, construídas em parceria entre a Cohapar, Itaipu Binacional e Fozhabita, fazem parte das 1.081 unidades entregues ou em execução em Foz do Iguaçu.

“Sabemos o quanto é importante uma moradia digna e por isso buscamos parcerias com os governos estadual e federal. Graças ao bom relacionamento, obtivemos êxito em dois novos programas que já estão sendo construídos em Foz do Iguaçu”, disse o prefeito Chico Brasileiro.  

As novas casas construídas na Vila C serão destinadas para 21 famílias que vivem hoje à beira do Córrego Brasília, uma área de preservação ambiental, e quatro para famílias que compõem o cadastro do Fozhabita e são atendidas pelo Serviço Social da autarquia.

Casas
São 23 unidades com 32 metros quadrados e duas com 49 metros quadrados, capazes de receber pessoas com deficiência. As casas têm dois quartos, sala e cozinha, painéis solares integrados à rede de energia elétrica, lajes de concreto, pias nas cozinhas, tanques e calçadas na área externa.

As moradias foram construídas em um terreno com 835,8 metros quadrados com um grande gramado no centro, ocupando um espaço onde antes havia um campo de futebol abandonado. O terreno foi doado pela prefeitura em uma região com ruas asfaltadas, boa infraestrutura de comércio e serviços básicos e área verde preservada.

“A previsão é que as casas sejam entregues na primeira semana de fevereiro e as famílias façam as mudanças nos dois dias seguintes”, adiantou a diretora superintendente do Fozhabita, Silvia Palandi.

“É um investimento que ajuda a diminuir o déficit habitacional do Estado e que dá dignidade para famílias que vivem em uma área vulnerável”, afirma Jorge Lange, presidente da Cohapar. “Demos todo o suporte para esse programa de Itaipu Binacional sair do papel e ajudamos com os projetos. É uma parceria que vai transformar a realidade de muitas famílias na região Oeste”.

Córrego Brasília
Os novos moradores vivem na ocupação Aracaju, próxima ao Córrego Brasília, às margens do lago de Itaipu, em uma área com muitas nascentes e de mata mais fechada. As nascentes estão localizadas em uma área de preservação permanente da região, na divisa entre os bairros Vila C Velha e Vila C Nova.

A água deságua no Rio Bela Vista, que integra o complexo do Canal da Piracema. Além da possibilidade de ganho social, a Itaipu vai melhorar o cuidado ambiental dessa região, inclusive com o plantio de novas árvores para proteger a natureza.

Foz do Iguaçu
As 25 casas da Vila C integram os investimentos em habitação em Foz do Iguaçu.: Lagoa Dourada (100 unidades), o Condomínio do Idoso (40 unidades) e entregas já realizadas no Residencial Angatuba (340 unidades), no Boicy II (288) e para finalizar, no Boicy I, com mais 288 apartamentos. Os projetos são em parceria entre o governo federal, Cohapar e prefeitura. 

“Serão 1.081 casas entregues ou em construção para este ano de 2021.  Temos o compromisso de garantir o direito à moradia ao iguaçuense, o objetivo é ampliar ainda mais a oferta e atender as demandas que estavam reprimidas”, reafirmou Chico Brasileiro.

Fechar