por 17:40 Cascavel, Leonaldo Paranhos, Obras e infraestrutura

Prefeitura de Cascavel investe cerca de 5 milhões na duplicação da via de acesso ao aeroporto municipal

 

A ordem de serviço para as obras de duplicação e pavimentação dos 3,7 quilômetros, da Avenida Ítelo Webber, que dá acesso ao Aeroporto Municipal de Cascavel, foi assinada hoje (4) pelo prefeito Leonaldo Paranhos. Ao mesmo tempo, as máquinas e operários da empresa Petrocon, vencedora da licitação, com o valor de R$ 4.790.811,99m davam início aos trabalhos. A empresa terá prazo de 180 dias a partir da emissão da ordem de serviço para entregar a obra. “Esta obra envolve a duplicação da Ítelo Webber até a estação de embarque e mais um espaço de estacionamento para 400 vagas, iluminação, paisagismo. Uma obra extremamente importante que faz parte desse planejamento que fizemos de investimento aqui no aeroporto que passa de R$ 26 milhões”, disse o prefeito Paranhos.

Os recursos para duplicação da Avenida são provenientes do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento). Paranhos falou também que a previsão de entrega é para o mês de novembro e “esperamos que não tenha nenhum aditivo de prazo, pois é uma obra tranquila; a topografia do terreno ajuda muito e assim, no mês de aniversário do Município, queremos dar este presente para a população que frequenta e usa este aeroporto”.

Sobre a importância da obra para o desenvolvimento da cidade, o prefeito destacou que a partir do mês de junho começa a operar em Cascavel a aeronave Embraer, da Azul Linhas Aéreas, o que fará com que aumente a movimentação de passageiros no local. A intenção é chegar 2020 com 500 mil embarques/ano no Aeroporto Municipal de Cascavel. As melhorias no Terminal de Passageiros estão dentro do cronograma de obras e deve estar apronto até o fim do ano. “Queremos entregar em dezembro. E esperamos que até janeiro a gente consiga entregar a estação de embarque com quase seis mil metros quadrados, com dois pisos e toda infraestrutura necessária para dar conforto aos passageiros. Ontem recebemos a autorização da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), para fazermos, já na semana que vem, a licitação da cerca de proteção de todo o aeroporto.  E a última etapa será o taxiway, o estacionamento das aeronaves que terá que ser de concreto. Não é uma exigência para a operação dos boeings, mas dentro do cronograma de um ano temos que entregar esta pista também. Já transferimos todo os hangares para o outro lado da pista”, completou o prefeito.

“São investimentos altos que estamos fazendo, mas a gente não poderia perder a oportunidade de colocar Cascavel no cenário nacional. A partir do dia 5 de agosto, estaremos operando com a Gol, que terá dois voos diários para Guarulhos, conectando Cascavel com o Brasil e com o mundo”, concluiu.

O secretário de Obras, Adelino Ribeiro, explicou que as pistas da Avenida Ítelo Webber terão iluminação diferenciada e paisagismo para “dar a beleza e o conforto que os passageiros precisam ao embarcarem e desembarcarem em Cascavel; este investimento de mais de R$ 26 milhões no aeroporto de Cascavel vem favorecer o cidadão cascavelense e, automaticamente, as outras pessoas que vem buscar o transporte aéreo na cidade de Cascavel. Enquanto não temos um novo aeroporto (regional), esta é a responsabilidade da administração pública: oferecer ao cidadão o direito de ter grandes empresas e aeronaves descendo aqui. Esta é uma união de esforços para fazer com que Cascavel ganhe um aeroporto à sua altura. Uma cidade com quase 300 mil habitantes, a quinta maior do Paraná não pode deixar de ter empresas como a Gol e Azul, descer um Boeing por falta de investimentos”.

Fechar