por 17:41 Londrina

Prefeito de Londrina afirma que vacinação na cidade contra Covid-19 seguirá plano de imunização do Ministério da Saúde

O prefeito de Londrina, no norte do Paraná, Marcelo Belinati (PP) disse, em uma transmissão ao vivo por uma rede social no domingo (13), que vai aguardar o plano de vacinação contra a Covicd-19 do Ministério da Saúde. Por enquanto, o chefe do Executivo Municipal informou que o município não planeja a compra separada de doses.

“Fomos nos informar, em relação a vacina Coronavac, que será produzida pelo Instituto Butantan, e a informação é que não tem vacina em grande quantidade, porque não foi autorizada pela Anvisa, e não há doses à venda”, disse o prefeito.

 

A decisão é diferente do anunciado por algumas das principais cidades do Paraná, como Curitiba, Ponta Grossa e Maringá.

Nestes municípios, os prefeitos informaram que estão conversando com o governador de São Paulo sobre a possibilidade de comprar doses do imunizante elaborado pelo Instituto Butantan antes mesmo do governo federal iniciar a campanha de vacinação.

Conforme o governo paulista, a intenção é começar a vacinação a partir de 25 de janeiro de 2021.

O governador do Paraná, Ratinho Junior, afirmou que no estado a vacinação contra o a Covid-19 deve começar em março. O governador disse que o cronograma seguirá o que for definido pelo governo federal no Plano Nacional de Imunização (PNI), que prevê que profissionais de saúde e idosos sejam os primeiros a ser vacinados.

Leia mais no G1

Fechar
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com