Escrito por 17:37 Sem categoria

PMDB do Paraná aprova diretrizes para coligações em 2008

Compartilhe

PMDB do Paraná aprova diretrizes para coligações em 2008

O Diretório Estadual do PMDB aprovou nesta segunda-feira (27) as diretrizes para as coligações municipais. O principal ponto da decisão é o incentivo às candidaturas próprias a prefeito. A resolução também confirma o protocolo de intenção firmado com PT, PCdoB e PV de alianças nas eleições municipais deste ano. A resolução 1/2008 segue o comunicado do Diretório Nacional que pede aos diretórios estaduais fixarem normas para as coligações nos seus municípios.

O primeiro artigo da resolução recomenda o lançamento de candidaturas próprias e dá liberdade total para os diretórios municipais definirem o leque de alianças onde o candidato a prefeito for do PMDB. Os municípios também terão autonomia para apoiar candidatos a prefeito do PT, PCdoB e PV.

Mas haverá restrições se os peemedebistas abrirem mão da candidatura própria para apoiar candidatos de outros partidos. Neste caso, terão de consultar a Comissão Executiva Estadual antes de firmarem as coligações. A consulta, com a devida justificativa deverá ser protocolada na secretaria do Diretório Estadual até o dia 15 de junho. Os diretórios que não acatarem estas diretrizes poderão sofre intervenção ou dissolução, conforme prevê o Estatuto do PMDB.

O presidente do Diretório Estadual, deputado Waldyr Pugliesi, explica que as normas para coligações não representam uma proibição expressa de apoio a qualquer partido político. “Em alguns municípios a situação é muito específica o que demandará uma análise por parte da direção estadual”, disse Pugliesi.

O secretário-geral do PMDB, João Arruda, acrescenta que o objetivo primordial da Executiva Estadual é incentivar as candidaturas próprias. “O protocolo de intenções define a estratégia no Paraná de fortalecer a aliança com partidos progressistas que defendem as mesmas políticas sociais que o PMDB. Mas o diretório que lançar candidato a prefeito do PMDB poderá ampliar suas alianças de acordo com sua realidade”, disse o secretário.

Close