por 16:12 Assunto

PGR denuncia ex-deputado federal Roberto Jefferson por incitação ao crime

Em 13 de agosto, a Polícia Federal cumpriu o mandado de prisão preventiva e prendeu o ex-deputado Roberto Jefferson no inquérito das milícias digitais.

A Procuradoria-Geral da República (PGR) denunciou o ex-deputado federal e presidente do PTB Roberto Jefferson por incitação ao crime. A subprocuradora Lindôra Araújo foi a autora da denuncia, no dia 25 de agosto, informa a emissora CNN Brasil nesta segunda-feira (30).

Roberto Jefferson está preso desde 13 de agosto. A ordem de prisão, emitida pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), é decorrente do inquérito da milícia digital, que seria dividida em núcleos: de produção, de publicação, de financiamento e político, além da suspeita do uso de verba pública. Além da reclusão, Moraes determinou busca e apreensão de computadores e celulares para aprofundar as investigações.

Na denúncia, a subprocuradora cita os crimes de incitação ao crime, incitação à insubordinação contra as instituições e homofobia.

O ex-deputado, que já foi preso anteriormente pela condenação no mensalão, hoje é aliado do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e vinha veiculando com frequência vídeos com ataques aos ministros do Supremo.

Fechar
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com