por 14:59 Sem categoria

Pessuti detalha plano de ação do PR para sediar Copa do Mundo de 2014

Pessuti detalha plano de ação do PR para sediar Copa do Mundo de 2014

O vice-governador Orlando Pessuti disse nesta quarta-feira (11) que o “Paraná está mais do que confiante” na indicação da Fifa como uma das 12 sedes da Copa do Mundo de 2014. “Há indicativos fortes tanto da parte da Fifa, das autoridades brasileiras e da própria CBF que Curitiba, a nossa capital do Estado, estará na lista das 12 cidades escolhidas para sediar os jogos da Copa do Mundo”, adiantou Pessuti aos deputados paranaenses na sessão legislativa desta quarta-feira.

Pessuti adiantou aos deputados que a Fifa adiou de 20 de março para o final de maio o anúncio oficial das cidades-sede da Copa do Mundo. “Recebi um documento oficial da Fifa de que o anúncio será feito em congresso nas Bahamas entre 30 de maio a 3 de junho e não mais no dia 20 em Zurique, na Suíça”, disse o presidente do Comitê Executivo Paraná para a Copa do Mundo de 2014.

Apesar do aguardo do anúncio oficial pelo presidente da Fifa, Joseph Blatter, a revista Placar, especializada em esportes, dá como certa a indicação de Curitiba e de outras 10 cidades: Belo Horizonte, São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Cuiabá, Brasília, Salvador, Recife, Natal, Fortaleza. Na região Norte, a decisão, segundo a revista, ficará entre Belém e Manaus. “É mais um indicativo forte que reforça a nossa confiança, mas temos mais 60 dias de trabalho árduo”, disse

COMITÊ – Pessuti adiantou que o comitê executivo será reformulado – logo após a escolha de Curitiba como uma das sedes da competição – e terá ampliada a participação de representantes de outras cidades e de entidades da sociedade civil. “Cada cidade interessada em participar, de uma forma ou outra, deve formar seu comitê e indicar seus membros ao comitê executivo. Eu sei que Foz do Iguaçu já fez isso”.

As cidades paranaenses, segundo Pessuti, poderão hospedar as concentrações das seleções que disputarão os jogos em Curitiba e mesmo receber os milhares de turistas que estarão no Brasil durante a competição. “O litoral e Foz do Iguaçu são os dois destinos mais conhecidos do Paraná, mas outras cidades como São José dos Pinhais já adiantou que tem estrutura para hospedar as seleções”.

As regras de hospedaria da Fifa ainda permitem que hotéis, no raio de até 120 quilômetros da sede principal, se cadastrem para participar dos pacotes turísticos vendidos pela entidade. No caso de Curitiba, essa área inclui desde o litoral até Ponta Grossa.

OBRAS – O vice-governador destacou ainda a série de investimentos que será realizada nas três esferas de governo – municipal, estadual e federal – em Curitiba e outras cidades do Paraná para atender as exigências da Fifa e receber o evento de forma “brilhante e exemplar”.

Só Curitiba estima um investimento de R$ 4,5 bilhões. “As melhorias vão atender os setores de energia, saneamento, saúde pública, meio ambiente, mobilidade urbana, turismo, segurança, habitação e educação. Não são obras pontuais só para a Copa do Mundo, são obras que vão beneficiar a população em vários aspectos”, disse Pessuti.

Pessuti citou as obras projetadas no viaduto da Avenida Marechal Floriano, na divisa com São José dos Pinhais, que permitirão melhor mobilidade com a região metropolitana. “Temos projetos de melhoria no aeroporto Afonso Pena e o metrô, se sair, consumirá mais de R$ 1 bilhão. Os recursos disponibilizados, que podem ser antecipados em função da Copa, poderão ultrapassar R$ 1,5 bilhão, o que deixará um legado inclusive para outros eventos esportivos”, explicou.

DESTINO DO MUNDO – O vice-governador adiantou que a maior competição esportiva do planeta é uma oportunidade impar ao Paraná se consolidar como destino turístico no mundo e movimentar a sua economia nos dias da competição. “A Fundação Getúlio Vargas prevê investimentos superiores a R$ 35 bilhões e a visita de mais de dois milhões de turistas durante a competição”.

“No Paraná, temos pontos turísticos que são das maiores atrações nacionais, como a mais bem estruturada reserva de Mata atlântica do Brasil, na Serra do Mar. No litoral, temos a Estrada da Graciosa e as baías de Guaraqueçaba, Antonina, Paranaguá e Guaratuba. Temos ainda os Campos de Palmas, Ponta Grossa e Guarapuava e, logicamente, as Cataratas do Iguaçu, um dos mais importantes pontos turísticos do mundo”, completou Pessuti.

Fechar
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com