por 17:40 Sem categoria

Pesquisas confirmam vitória de Requião no 1º turno

Pesquisas confirmam vitória de Requião no 1º turno

Ibope e Datafolha indicam vitória de Requião com mais de 1,5 milhão de votos de diferença
 
As duas pesquisas encomendadas pela RPC (Rede Paranaense de Comunicação) divulgadas na quinta (6) confirmam a vitória do governador Roberto Requião no primeiro turno. Segundo o Ibope, Requião (PMDB) tem 46%, Osmar Dias (PDT), 25%, Rubens Bueno (PPS), 5%, Flavio Arns (PT), 4%, Ana Lúcia Pires (PRTB), 15. Os outros seis candidatos ao governo não atingiram 1%. O Ibope ouviu 1.008 pessoas em 56 municípios, entre os dias 3 e 5 de setembro. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos.
O Datafolha mostra Requião com 47%, Osmar Dias com 26%, Rubens Bueno com 8%, Flavio Arns com 3%, Ana Lúcia Pires e Luiz Felipe Bergmann (PSOL), 1%. Os outros candidatos não atingiram 1%. Apenas 3% responderam que votaria em branco ou anularia o voto; 10% dos entrevistados não souberam ou não quiseram responder. O Datafolha fez 1.258 entrevistas em 65 municípios, nos dias 4 e 5 de setembro. A margem de erro também é de 3 pontos percentuais.
 
Distância aumenta
A terceira pesquisa feita pelo Ibope sobre as eleições no Paraná apontam que Requião subiu 7 pontos percentuais em um mês. É a única variação significativa entre os candidatos. Osmar Dias tinha 24% em 6 de agosto, subiu para 26% em 24 de agosto e agora caiu para 25%, portanto dentro da margem de erro. Rubens Bueno tinha 7%, caiu para 5% e manteve o mesmo índice na última pesquisa. Flávio Arns largou com 3%, manteve o índice na segunda pesquisa e agora subiu 1 ponto percentual.
A pouco mais de três semanas das eleições Requião tem 57% dos votos válidos contra 31% do senador Osmar Dias. Se as eleições fossem agora, o governador seria reeleito com cerca de 1,5 milhão de votos a frente do segundo colocado. O Ibope também perguntou em qual dos dois candidatos o eleitor votaria se houvesse segundo turno. Requião teria 54% e o senador 34%.
A primeira pesquisa Datafolha confirma a distância entre Requião e o segundo colocado. Ele tem 54% dos votos válidos e Osmar Dias 30%. Se houvesse segundo turno, Requião teria 57% e Osmar Dias 31%.
As respostas sobre um improvável segundo turno mostram que o senador Osmar Dias não conquista automaticamente os votos dos demais candidatos de oposição. A diferença entre os dois primeiros colocados também revela que, na hipótese do governador não conquistar nenhum eleitor até 1º de outubro, a oposição teria que conseguir mais de 350 mil votos para forçar um segundo turno. Para passar Requião, Osmar Dias teria que fazer 1,5 milhão de votos a mais, ou seja, crescer mais de 80% ou cerca de 60 mil votos por dia e torcer para que Requião não faça nenhum voto a mais.
 
Gleisi Hoffmann sobe até 750% em um mês
 
A única novidade apontada pelas duas pesquisas simultâneas encomendadas pela RPC, é o crescimento da candidata ao Senado pelo PT, Gleisi Hoffmann. Em um mês, ela passou de 2%, segundo o Ibope em 6 de agosto, para 16%, segundo o mesmo instituto na pesquisa divulgada 6 de setembro. No Datafolha, Gleisi alcança 17%, o que significa que ela hoje tem 8,5 vezes mais votos do que tinha no início de agosto, um crescimento de 750%.
Por outro lado, o senador Álvaro Dias começa a cair na intenção de voto, apesar da grande vantagem. Teve 54% nas duas primeiras pesquisas do Ibope e agora aprece com 51%. Pelo Ibope 8% dos entrevistados vão votar nulo ou branco e 19% não quiseram ou não souberam responder.
Para o Datafolha, Alvaro perdeu ainda mais votos. Aparece com 49%. No Datafolha, 7% dos entrevistados afirmam que irão votar nulo ou branco e 18% não souberam ou não quiseram responder.
A pesquisa do Ibope foi registrada no TRE com o número 20.689/2006. A pesquisa do datafolha foi registrada no TER com o número 20.184/2006.

Rejeição do governador estaciona e da oposição aumenta
 
O crescimento de sete ou oito pontos do governador Roberto Requião no Ibope ou no Datafolha foi um balde de água fria nas campanhas dos adversários. Os índices de rejeição, então, teve o efeito de uma ducha gelada. Apesar dos ataques dirigidos por Rubens Bueno no começo do horário eleitoral e por Osmar Dias nos últimos dias, e da longa exposição na TV, Requião estacionou na rejeição. Segundo o Ibope, tinha 17% no começo de agosto e agora aprece com 18%.
Ninguém em sã consciência contava com a possibilidade de vitória a curto prazo. A expectativa era de forçar um segundo turno e uma das principais armas é desgastar o governo e o governador. O resultado foi inverso. Os três principais candidatos de oposição ainda têm taxas de rejeição ligeiramente abaixo do governador, o que é natural, mas são os únicos a verem crescer o número de eleitores que não votariam neles de jeito nenhum.

por 13:37 Sem categoria

Pesquisas confirmam vitória de Requião no 1º turno

As duas pesquisas encomendadas pela RPC (Rede Paranaense de Comunicação) divulgadas na quinta (6) confirmam a vitória do governador Roberto Requião no primeiro turno. Segundo o Ibope, Requião (PMDB) tem 46%, Osmar Dias (PDT), 25%, Rubens Bueno (PPS), 5%, Flavio Arns (PT), 4%, Ana Lúcia Pires (PRTB), 15. Os outros seis candidatos ao governo não atingiram 1%. O Ibope ouviu 1.008 pessoas em 56 municípios, entre os dias 3 e 5 de setembro. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos.
O Datafolha mostra Requião com 47%, Osmar Dias com 26%, Rubens Bueno com 8%, Flavio Arns com 3%, Ana Lúcia Pires e Luiz Felipe Bergmann (PSOL), 1%. Os outros candidatos não atingiram 1%. Apenas 3% responderam que votaria em branco ou anularia o voto; 10% dos entrevistados não souberam ou não quiseram responder. O Datafolha fez 1.258 entrevistas em 65 municípios, nos dias 4 e 5 de setembro. A margem de erro também é de 3 pontos percentuais. Leia matéria em Reportagens ou clique aqui.

Fechar
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com