por 09:12 Sem categoria

PESQUISA APONTA LIDERANÇAS DE REQUIÃO E PESSUTI NO PR

PESQUISA APONTA LIDERANÇAS DE REQUIÃO E PESSUTI NO PR

Os resultados da última pesquisa do instituto DataFolha reforçam, na opinião do vice-presidente do PMDB do Paraná, deputado Luiz Claudio Romanelli, reforçam a liderança do governador Roberto Requião e do vice-governador Orlando Pessuti para as eleições de 2010. "Requião é o principal cabo eleitoral e Pessuti, que lançou a pouco menos de um mês sua pré-candidatura, já aparece com 8% das intenções de votos".
"Tem um dado interessante, fazendo um paralelo com a pré-campanha presidencial. O presidente Lula alça a ministra Dilma Rousseff como candidata do PT há cerca de um ano e ela está com 11% nas pesquisas. Já Pessuti, em pouco menos de um mês já pontua 8%", completou Romanelli.

CAMPANHA ANTECIPADA – O deputado diz que a campanha eleitoral começou com bastante antecedência e que quase todos os principais partidos já têm seus candidatos a governador colocados, o que, de um lado, "torna a disputa acirrada um ano e meio antes da eleição, e, de outro, abre espaço para uma enorme gama de variação dos cenários".

"Os tucanos, seja com Beto Richa ou com Álvaro Dias, lideram a pesquisa estimulada, tendo em sua cola o pedetista Osmar Dias. Porém, esses três nomes já vêm sendo apontados há muito tempo, sendo um o prefeito de Curitiba, outro senador e ex-governador e o terceiro candidato a governador, com bom desempenho, na última eleição, e que continuou em campanha", disse Romanelli.

REQUIÃO – O que é significativo, segundo Romanelli, é os 16% na pesquisa espontânea (aquela que não apresenta lista alguma e se pergunta o candidato de preferência) que apontam a liderança de Requião. "O índice alcançado por Requião mostra, por certo, que ele é hoje a principal liderança política do Paraná e que seus poucos mais de seis anos de mandato, ao contrário de desgastá-lo, como é comum acontecer, reforçou-a".

"Isso é resultado, evidentemente, das realizações de seu governo, que pôs em primeiro lugar as necessidades da população mais carente e o desenvolvimento econômico e social", disse.

PESSUTI – Em termos eleitorais, diz Romanelli, pode chegar a seguinte conclusão: Requião terá um peso extraordinário na campanha do próximo ano. E que Pessuti deverá ser o candidato do PMDB – o que é muito bom para alguém cuja candidatura só agora começa a ser ventilada. "A liderança de Requião e o índice alcançado por Pessuti na estimulada são dois elementos que me deixam ainda mais convencido do acerto de minha proposta de que o PMDB faça uma conferência estadual já em abril para consagrar a candidatura do vice-governador", disse.

"Com isso, teremos muitos e preciosos meses de pré-campanha, teremos um partido unido, em torno de seu programa e de seu candidato, e teremos o peso do nome de Requião a nosso favor".

Há um longo caminho a percorrer, diz Romanelli. "Mas estou otimista. A pesquisa DataFolha me dá motivos para tal. O PMDB terá um papel fundamental nas eleições de 2010, com Pessuti candidato a governador e Roberto Requião nosso principal cabo eleitoral", completa.

Fechar
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com