0 Shares 260 Views

Paranaguá exporta 2 milhões de toneladas de grãos em agosto

11 de setembro de 2017
260 Views

O corredor de exportação do Porto de Paranaguá bateu novo recorde de carregamento. Foram embarcadas 2,02 milhões de toneladas de milho, farelo de soja e soja nos 31 dias de agosto. Os números superam em 5,6% o recorde anterior de movimentação mensal de 1,9 milhão de toneladas movimentadas em junho de 2015.

O secretário de Infraestrutura e Logística, José Richa Filho, atribui a movimentação recorde à alta produtividade agrícola e aos investimentos no repotenciamento do corredor. “Contabilizamos dias de chuva e problemas de mau tempo que prejudicam a atracação de navios. No entanto, o Porto de Paranaguá tem comprovado a sua capacidade operacional para atender o campo de acordo com a sua demanda de movimentação”, declarou Richa Filho.

Nos últimos 25 meses, o Porto de Paranaguá bateu 34 recordes históricos de movimentação de cargas. Em 18 de agosto, por exemplo, o corredor de exportação bateu recorde de embarque de grãos num período de 24 horas, com 134.057 toneladas de milho e farelo de soja movimentadas em um dia.

A exportação de veículos foi recorde nos oito primeiros meses de 2017, com 69.064 unidades. Já o carregamento de açúcar em um único dia também ultrapassou a marca de 62,6 mil toneladas do produto, superando em 19% o recorde anterior, de 2001, quando tinham sido embarcadas 52,5 mil toneladas em apenas um navio.

Investimentos – mO diretor-presidente da Appa, Luiz Henrique Dividino, lembra que os investimentos de aproximadamente R$ 600 milhões nos portos do Paraná resultaram em ganhos de produtividade de 33% no corredor. “Batemos 34 recordes históricos em 25 meses com a movimentação de fertilizantes, contêineres, recordes de movimentação de grãos mensal, semestral e diário no Corredor de Exportação, recorde no embarque de etanol, recorde na descarga de diesel e na movimentação de caminhões no Pátio de Triagem”, destacou Dividino.

Em 2016, o Porto de Paranaguá acumulou recordes consecutivos de movimentação nos meses de janeiro, fevereiro, março e abril.

“Os números de movimentação refletem o planejamento e os resultados dos investimentos, aliados ao trabalho técnico e operacional dos profissionais que atuam na área portuária. Esta soma de fatores vem aperfeiçoando todo o modelo logístico existente, promovendo a racionalização das operações e a elevação dos índices de competitividade dos Portos do Paraná em relação aos portos vizinhos”, ressaltou o presidente da Appa.

Mais notícias para você:



Deixe um comentário

Your email address will not be published.