por 14:04 Sem categoria

Paranaense é morto por policiais nos Estados Unidos

Paranaense é morto por policiais nos Estados Unidos

Família de André Luiz de Castro Martins, de 25 anos, vive em Cianorte, no Noroeste do Paraná. Rapaz estava nos EUA há sete anos e tinha dois filhos

Um brasileiro de 25 anos, natural de Curitiba, morreu na madrugada de domingo (27) no município de West Yarmouth, Massachusetts, nos Estados Unidos, baleado por um policial. André Luiz de Castro Martins estava no carro com a noiva, Camila Campos, também brasileira, e havia acabado de passar, sem parar, por uma fiscalização, quando foi atingido pelos tiros.

O caso aconteceu por volta de 1h10 de domingo no horário local – 3h10 em Brasília. Luiz Carlos de Castro Martins, pai da vítima, conta que André e Camila estavam voltando de um jantar para casa quando foram abordados pelos policiais na Avenida Baxter, em West Yarmouth. André teria acelerado pois não possuía carteira de habilitação. O veículo do brasileiro, um modelo Ford Lincoln, teria então sido perseguido durante 90 segundos, até a viatura bater no carro.

Moradores da avenida disseram ao The Boston Globe que ouviram a batida e os disparos. Uma testemunha que não quis se identificar disse ao jornal que ouviu uma voz masculina dizer "Get out of the car!" ("Saia do carro!"), antes de escutar cerca de quatro disparos. Outra moradora disse ainda que ouviu uma mulher gritar de dentro do carro. Ainda segundo o jornal, André foi socorrido, mas morreu na ambulância, a caminho do Hospital Cape Cod, na cidade de Hyannis.

O brasileiro estava nos Estados Unidos desde 2001, para onde foi com visto de turista que já estaria vencido. "Mesmo que ele fosse um bandido, os policiais não podiam fazer o que fizeram", diz o pai de André. "Nem no Rio de Janeiro, onde há extrema pressão psicológica esse tipo de coisa se justifica", compara Luiz Carlos, que é policial militar da reserva. O sargento, que também já morou nos Estados Unidos, acredita que havia muitas outras atitudes que poderiam ter sido tomadas antes dos disparos. "Lá é muito fácil identificar o proprietário e o endereço pela placa do veículo", afirma. "Podiam ter anotado a placa, ou atirado nos pneus".

André tinha dois filhos com Camila, de 2 e 5 anos, ambos nascidos nos Estados Unidos. O curitibano morava sozinho no entanto, mas os brasileiros pretendiam se casar no final do ano, segundo o pai. Os noticiários locais veiculam a informação da morte do brasileiro sem identificar a vítima.

A família é de Cianorte, no Noroeste do Paraná, e espera trazer o corpo para o Brasil, onde ele deverá ser enterrado. A assessoria de imprensa do Ministério das Relações Exteriores informa que ainda não foi notificada do caso pelo consulado brasileiro nos Estados Unidos, mas que deve prestar apoio à família e acompanhar os procedimentos legais para o translado do corpo assim que informada oficialmente. Na manhã desta segunda-feira (28), os diplomatas do Consulado Brasileiro em Boston estavam reunidos para discutir o assunto.

Fechar