por 17:10 Destaques, Luiz Claudio Romanelli, Paraná

Paraná terá programa habitacional de 33 mil novas moradias

O Governo do Paraná deve lançar nos próximos dias um programa habitacional que prevê a construção de 33 mil moradias, confirmou o deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) nesta sexta-feira, 16, durante entrevista ao jornalista José Leite Cordeiro na rádio Graúna FM de Cornélio Procópio.

Segundo o deputado, o governador Ratinho Junior deve confirmar os detalhes do programa Casa Fácil em breve, logo que a equipe finalizar o projeto que será realizado em parceria com a Caixa Econômica Federal. “Estamos com grande déficit habitacional e os programas estão travados. Expectativa de que o Casa Fácil possa ter uma boa dinâmica”, disse.

Ratinho Junior adiantou parte do programa habitacional durante reunião com os deputados na quarta-feira, 14, no Palácio Iguaçu, em Curitiba, durante o lançamento da segunda fase do programa Paraná Mais Cidades, que prevê investimentos de R$ 500 milhões nos 399 municípios paranaenses.

“Serão 33 mil casas de uma vez e cem mil empregos diretos gerados. Nós vamos dar a entrada a fundo perdido para as pessoas de baixa renda fazer o financiamento na Caixa Econômica Federal no programa nacional Casa Verde Amarelo agora que foi modernizado pelo governo federal”, disse Ratinho Junior aos deputados.  

Romanelli lembra que já foi secretário de  Habitação do Estado e sabe a importância da casa própria para a vida das pessoas. Segundo ele, o novo programa estadual deve oferecer subsídios para a compra de moradias. “Estou confiante. Tem soluções boas para viabilizar uma casa que as pessoas consigam comprar e pagar a prestação. Tem que ser bem mais barato que o aluguel”, afirmou.

HOSPITAL – O deputado também ressaltou que espera uma audiência com o governador para dar encaminhamento à conclusão do Hospital Regional de Cornélio Procópio, que está na fase final das obras civis e precisa ser equipado para poder funcionar.

Romanelli afirmou que já identificou uma fonte de recursos que permite a compra de mobiliário e equipamentos. O investimento para que o hospital fique totalmente pronto é estimado em R$ 20 milhões. “Estamos trabalhando muito neste projeto. Já identificamos recursos. Isso é absolutamente prioritário”, ressaltou.

Fechar