0 Shares 248 Views

Paraná já conquistou 17 medalhas no Pan

24 de julho de 2015
248 Views

Paraná já conquistou  17 medalhas no Pan

Atletas paranaenses se destacam e contribuem para o bom desempenho do Brasil nos Jogos Pan-Americanos, que acontecem em Toronto, no Canadá, desde 10 de julho. Entre os 590 atletas brasileiros que disputam a competição, 36 são do Paraná. Eles já conquistaram 17 medalhas de ouro, prata e bronze nos primeiros 12 dias, mais medalhas que o Peru, República Dominicana e o Uruguai, por exemplo.

O Paraná tem representantes no atletismo, canoagem, ciclismo estrada, ciclismo pista, esgrima, futebol feminino, ginástica artística, ginástica rítmica, handebol, natação, softbol, tiro esportivo e vôlei masculino. Onze atletas paranaenses ou federados pelo Estado que estão na competição continental foram bolsistas na edição 2013/2014 do Talento Olímpico do Paraná (TOP 2016), maior programa estadual de bolsas para atletas do País.

A modalidade mais premiada é a ginástica rítmica com oito medalhas. As atletas de Cambé Beatriz Pomini, Débora Falda e Dayane Amaral receberam em grupo quatro ouros e duas pratas. A ginasta de Toledo Angélica Cristine Kvieczynski, apoiada pelo governo estadual, recebeu duas medalhas de bronze individualmente no arco e na fita – a 100ª medalha do Brasil na competição.

Outro paranaense premiado nos jogos é o atirador Cássio Cesar de Mello Rippel, de Ponta Grossa. Na sexta-feira (17), ele conquistou a medalha de ouro na carabina deitado 50 metros. De quebra, bateu o recorde pan-americano da modalidade. Rippel foi bolsista do Talento Olímpico do Paraná (TOP 2016) e é uma das promessas do Brasil para a Olimpíada do Rio, em 2016.

Além dele, outros atletas da última edição do TOP 2016 alcançaram o pódio. A cascavelense Ana Paula Vergutz, da canoagem, faturou o bronze no K1 500 metros. Agora, a meta dela é conseguir uma vaga para as olimpíadas. “É o colher do fruto de um trabalho que deu certo. Espero que o bom resultado sirva de para espelho para os atletas que estão começando a praticar essa modalidade”, disse.

Roberto Maehler, também de Cascavel, conquistou a prata no K4 1.000 metros. Ainda na canoagem, Vagner Junior Souta (Cascavel) recebeu uma medalha de prata e uma de bronze e Felipe Borges da Silva, de Foz do Iguaçu, na modalidade slalom. Na natação, o Paraná conquistou uma medalha de ouro com o curitibano Henrique Rodrigues nos 200 metros medley.

As ginastas cariocas Daniele Hypólito e Lorrane dos Santos Oliveira foram bronze geral por equipe na ginástica artística. Elas são federadas pelo Paraná e foram bolsistas do TOP.

“Estamos muito felizes com o desempenho de nossos atletas no Pan-americano, fato que reforça o nosso empenho em transformar o Paraná numa referência vitoriosa do esporte olímpico e paralímpico no País”, disse o secretário do Esporte e do Turismo do Paraná, Douglas Fabrício. “Tivemos sete medalhas de bolsistas da última edição do TOP 2016. É o maior programa de bolsas-atleta entre todos os estados brasileiros, indo já para a sua 4ª edição”, comemora o secretário.

Até o início desta quarta-feira (22), o Brasil estava na terceira posição no quadro de medalhas, com 31 de ouro, 29 de prata e 44 de bronze, totalizando 104. Os Estados Unidos estão em primeiro no ranking, com 65 medalhas de ouro. Em seguida vem o Canadá, com 57.

O PROGRAMA – O TOP 2016 é uma iniciativa do Governo do Paraná por meio da Secretaria de Estado do Esporte e do Turismo/Instituto Paranaense de Ciência do Esporte, executado com o patrocínio direto da Copel, além de incentivos fiscais.

Na semana que vem, os nomes dos bolsistas selecionados para a edição 2015 do TOP 2016 serão divulgados. A Comissão Estadual de Avaliação se reúne desde a semana passada para selecionar e homologar os bolsistas. Assim que os trabalhos terminarem, os nomes serão divulgados no site da Secretaria de Estado do Esporte e do Turismo.

Mais notícias para você:



Deixe um comentário

Your email address will not be published.