por 10:26 Sem categoria

PARANÁ APÓIA LUGO E ACOMPANHA AS ELEIÇÕES PARAGUAIAS DESTE DOMINGO, 20

PARANÁ APÓIA LUGO E ACOMPANHA AS ELEIÇÕES PARAGUAIAS DESTE DOMINGO, 20

Desde terça-feira (15), o Paraná está em vigília na defesa da candidatura de Fernando Lugo à presidência do Paraguai e pela transparência, lisura e respeito ao resultado das eleições paraguaias deste domingo (20). “O Paraná é um vizinho privilegiado do Paraguai. Os movimentos sociais estão todos eles acompanhando com muita expectativa todo processo eleitoral. Nós somos partidários da candidatura do Lugo. A esquerda brasileira está com o Lugo. Os movimentos sociais do Paraná estão com o Lugo”, disse Doático Santos, coordenador da Frente Ampla pelos Avanços Sociais.

A Frente Ampla junto com a CUT (Central Única dos Trabalhadores) e a UPE (União Paranaense dos Estudantes) participaram de ato em defesa da candidatura de Lugo e pela soberania do resultado nesta terça-feira (15) na Boca Maldita, em Curitiba. “Todas as entidades que compõe a Frente Ampla pelos Avanços Sociais estão em vigília acompanhando o processo eleitoral, torcendo pela vitória do Lugo e acompanhando a proclamação dos resultados”, disse Doático

“O que sabemos é que o processo eleitoral pode trazer algumas surpresas no que diz respeito a apuração. Nós queremos assegura a legitimidade da eleição do Lugo e impedir qualquer manobra que procure atrapalhar o caminho de sucesso que o Paraguai passa a trilhar a partir de agora com um governo popular”, ciompletou Doático.

A eleição de Lugo, segundo Doático Santos, representa ainda para a América Latina, uma perspectiva de aprofundamento das mudanças populares e dos avanços sociais em todo continente. “Com certeza significa a adoção de políticas publicas no Paraguai, como aquelas que o presidente Lula vem praticando no Brasil e notadamente o governador Roberto Requião vem fazendo no Paraná”.

O diretor da CUT-PR, Miguel Baez, disse que a preocupação de setores da esquerda no continente é com o uso da máquina política do Partido Colorado, há 60 anos no poder, que pode fraudar o resultado das eleições de 20 de abril. “O Partido Colorado tem uma estrutura, uma máquina muito forte. Há um receio muito grande por parte dos partidários de Lugo de que a vantagem nas intenções de voto – as pesquisas indicam isso – de que mesmo que ele ganhe não venha a conseguir a eleição efetivamente. O receio é que haja corrupção de fato fraude nas eleições”, disse Baez.

A CUT, segundo Miguel Baez, vai acompanhar junto com outras entidades, como observadores internacionais, a votação nas eleições paraguaias. “Vários companheiros estão trabalhando no Brasil e Paraguai, assim como na Argentina – a presidente Cristina Kirchner liberou os funcionários públicos paraguaios para votar no dia das eleições – com a lisura e transparência na apuração e resultado das eleições”.

A vigília muito importante disse Baez. “Porque de fato é a primeira vez nas ultimas seis décadas que podemos ter eleições soberanas, livres, sem a interferência direta do Partido Colorado no seu resultado. Esse partido está no poder a 60 anos e nesse período durante uma ditadura duríssima com Stroessner 35 anos, que expulsou, perseguiu a população que não concordavam com o regime. Chegamos ao ponto de ter mais de 10% na década de 70, 80 da população fora do país. Eram mais de 300 mil paraguaios vivendo no Brasil e na Argentina”, disse.

“No Paraguai, temos hoje uma situação de mudança como acontece na América Latina. Enquanto os outros países como o Brasil, Argentina, Uruguai, Chile, Equador, Venezuela há um processo de mudança, no Paraguai nessas eleições nós temos a chance concreta de haver uma mudança e temos um candidato que representa esse anseio popular que é o Lugo”.

O coordenador do Cebrapaz, Joel Benin, disse que é importante as entidades que compõem os movimentos sociais fiscalizem as eleições. “Essa é uma vigília de solidariedade para que se garanta que o processo eleitoral paraguaio seja transparente, que a democracia seja realizada a partir do pleito desse dia 20. Evidentemente que a Frente Ampla também se manifesta em apoio a vitória do Lugo, que lidera as pesquisas. É sem duvida uma possibilidade de mudança no Paraguai. Os movimentos sociais paraguaios, o povo paraguaio começa a construir uma situação alternativa ao Partido Colorado dominado pela oligarquia paraguaia”,

Fechar