por 12:47 Sem categoria

PARA ÁLVARO DIAS, APOIO DE BETO RICHA A OSMAR OSMAR EM 2010 É LETRA MORTA

Do www.horahnews.com.br

A grande aliança que elegeu Beto Richa prefeito de Curitiba não é uma instituição permanente, mas um episódio na política do Paraná que pode não se repetir. Quem tem essa visão pragmática é Alvaro Dias, que confidenciou a jornalista Roseli Abrão, do alto de sua experiência política, que as alianças políticas, como as paixões de Vinícius de Moraes, são infinitas enquanto duram. E a tendência é que não durem muito.

No caso da aliança para a Prefeitura de Curitiba, foi um evento político com data de validade. E a validade já venceu. “A grande aliança que reuniu PSDB, PSB, PDT, DEM, PPS e PP em torno da reeleição do prefeito Beto Richa, é exclusiva de Curitiba. Não vale para o Paraná nas eleições de 2010”, assegura o senador. Alvaro observa que a frente política formada em torno de Beto foi movida também por certo oportunismo. “O franco favoritismo do prefeito Beto Richa atraiu e facilitou a formação da aliança em Curitiba”, nota. (CLIQUE AQUI para ler a íntegra do artigo)

Fechar