Palavra Livre 0 3

Zé Beto Maciel, Gustavo Aquino e Francisco Vitelli

Políticas públicas

O vice-prefeito Delegado Francisco Sampaio (PSD) defendeu que o Orçamento Participativo e o Foz Comunidade se tornem políticas públicas em Foz do Iguaçu. “Tem duas situações que, independente de quem assumir a prefeitura nas próximas gestões, tem que adotar como política pública, perene. Um é o Orçamento Participativo e outro é o Foz Comunidade. Dois programas devem perpassar os governos”, disse ao participar neste sábado, 20, do Foz Comunidade na região do Morumbi.

Pistola

O prefeito Chico Brasileiro (PSD) estava pistola ao gravar o vídeo, ao lado do secretário Cezar Furlan (Obras) e do vereador Jairo Cardoso (DEM), ao vistoriar o início das obras da Avenida Olímpio Rafagnin na região de Três Lagoas. “Estamos fazendo a Olímpio Rafagnin a maior obra da região, teremos pavimentação asfáltica em todo centro antigo de Três Lagoas e outras obras ligando esta região ao Jardim Jaqueline. Ao todo serão mais de R$ 10 milhões de obras em Três Lagoas, fora a pista de arrancada que está sendo feita na região, vamos ter muitos investimentos e transformar Três Lagoas”, disse Brasileiro.

Ministra em Foz

A ministra Tereza Cristina (Agricultura) e o secretário Jorge Seif (Pesca) estão confirmados no 3º International Fish Congress & Fish Expo a partir de quarta-feira (24) até sexta-feira (26) no Recanto Cataratas em Foz do Iguaçu.

UTI pediátrica

O secretário Beto Preto (Saúde) confirmou a assinatura do novo contrato com o Hospital Costa Cavalcanti para instalação da UTI Pediátrica que atenderá pelo SUS. Serão cinco leitos de UTI Pediátrica e o aumento de oito para 12 leitos de UTI neonatal, as mais utilizadas segundo o secretário.

Candidata

Após a filiação de Sergio Moro, o Podemos trabalha para lançar a mulher do ex-juiz, a advogada Rosângela Wolff Moro, como candidata a deputada federal por São Paulo. Rosângela deve entrar no partido quando voltar dos EUA, até o fim do ano. Maior colégio eleitoral do país, SP elege 70 parlamentares para a Câmara dos Deputados. Um candidato muito bem votado, como os correligionários de Moro esperam que seria o caso de Rosângela, pode acabar elegendo alguns outros do mesmo partido. A análise é a mesma que o partido faz com a candidatura do ex-procurador Deltan Dallagnol no Paraná.

Barros na Veja

O líder do governo na Câmara dos Deputados, Ricardo Barros (PP), será entrevistado pelo programa Amarelas On Air da Veja. No sexto mandato, Barros é um dos um dos principais interlocutores do presidente Jair Bolsonaro no Congresso Nacional. A entrevista será transmitida nesta segunda-feira (22), a partir das 19h, em todos os canais digitais da Veja.

Silva e Luna no Senado

A Comissão de Assuntos Econômicos fará na terça-feira (23), a partir das 9h, uma audiência pública com o presidente da Petrobras, Joaquim Silva e Luna, para discutir os sucessivos aumentos nos combustíveis que têm marcado a política de preços da empresa neste ano Os ministros Paulo Guedes (Economia) e Bento Albuquerque (Minas e Energia) devem participar da audiência.

Moradias

Mais de R$ 326 bilhões do FGTS poderão ser usados até 2025 nas áreas de habitação, saneamento básico e infraestrutura urbana, aprovou o conselho curador do fundo. As propostas do Ministério do Desenvolvimento Regional, gestor da aplicação dos recursos, prevê a construção de 2,5 milhões de moradias, através do Programa Casa Verde e Amarela, além de atender  56 milhões de pessoas com obras de saneamento e infraestrutura urbana. Também há a expectativa de manutenção e criação de 7,4 milhões de empregos.

Candidata do MDB

O MDB pretende bater o martelo sobre a candidatura da senadora Simone Tebet (MS) à presidência na semana de 29 de novembro a 3 de dezembro. O presidente do partido, deputado Baleia Rossi (SP), vai convocar uma reunião da executiva nacional da legenda para deliberar sobre o assunto. A expectativa é de que a executiva aprove por aclamação o nome de Simone como pré-candidata ao Planalto.

Abusos

O criminalista Antônio Sérgio Pitombo lança na terça-feira, 23, o livro “Em busca do justo perdido”, no qual critica os abusos cometidos pela operação Lava Jato. O evento será online, com mediação do jornalista Reinaldo Azevedo e participação do criminalista Eduardo Carnelós, que defendeu o ex-presidente Michel Temer. Ele será transmitido no canal de Pitombo no YouTube, o A Pitombo.

Redução

Dos atuais 33 partidos apenas cerca de 10 devem sobreviver às reformas previstas para serem aplicadas nas eleições de 2022, diz o analista político Ricardo Cappelli . A principal reforma responsável por essa diminuição de partidos é a cláusula de barreira para acessar o fundo partidário. Em 2018, ano em que surgiu a norma, era necessário que um partido alcançasse 1,5% do pleito para conseguir sua parcela do fundo. Em 2022, essa margem sobe para 2%.

Rejeição

Pesquisas dos partidos sobre a rejeição dos candidatos à presidência apontam índices que ultrapassam os 50%. Na do DEM, onde o ex-ministro Luiz Henrique Mandetta tem 46% de rejeição, identificou que o eleitor mergulhado em um “ambiente emocional fortemente deprimido” e que sentimentos como “vergonha”, “incerteza” e “medo” predominam quando avaliado o que pensa de seus governantes. A pesquisa do Podemos, que lançou Sérgio Moro ( 61% de rejeição), detectou que o ex-juiz é relacionado negativamente à palavra “decepção”, enquanto Lula é à “corrupção” e Jair Bolsonaro, à “incompetência”.

13º salário

Pesquisa da Fecomércio revela que os paranaenses vão utilizar o 13° para o pagamento de dívidas (43,5%) e para fazer uma reserva ou investimento financeiro (42,3%). A compra de presentes ficou como terceira opção, com 30,1%. Essa remuneração adicional também será utilizada para o pagamento de impostos e taxas, com 28% das menções. O pagamento do abono no Paraná deve chegar a R$ 12 bilhões.

Destaque

A revista Exame apontou Cascavel como melhor cidade do Paraná e quarta melhor do Brasil para negócios agropecuários. O estudo da consultoria Urban System com cidades com mais de 100 mil habitantes mostra que a cidade conta com dois grandes frigoríficos, Coopavel e Lar, além de empresas privadas muito fortes.

Livro de Moro

Em 2 de dezembro, o ex-juiz Sergio Moro (Podemos) lançará em Curitiba o livro “Contra o sistema da corrupção”, em que revela bastidores da Lava Jato, narra sua passagem pelo governo Jair Bolsonaro e se posiciona a respeito de temas como democracia, Estado de Direito e os recuos na luta contra a corrupção.

Previous ArticleNext Article

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bolsonaro vai assinar com TCE cooperação no uso de satélite na fiscalização de obras públicas 0 3


Informação foi confirmada pelo ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, o astronauta Marcos Pontes

O presidente Jair Bolsonaro poderá vir ao Paraná nos próximos dias, para assinatura de um acordo de cooperação com o Tribunal de Contas do Estado (TCE-PR) para uso de satélites na fiscalização de obras públicas.

A informação foi confirmada ao presidente do órgão, conselheiro Fábio Camargo, pelo ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marcos Pontes, ao justificar o adiamento do ato previsto nesta quarta-feira (24).

A agenda com Bolsonaro, que poderá ser em Curitiba ou em Brasília (DF), será organizada pelo deputado federal Filipe Barros. O parlamentar confirmou o encontro em uma ligação por videoconferência ao lado de Marcos Pontes, revelou o Blog do Zé Beto.

Na conversa, o presidente do TCE-PR aproveitou para agradecer ao ministro e à direção do INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) pelo apoio. O uso de satélites pode economizar milhões em recursos públicos, antecipar as fiscalizações e acabar com os pagamentos antecipados de obras não concluídas ou que não estão seguindo os cronogramas de contrato.

Most Popular Topics

Editor Picks

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com