Written by 15:44 Sem categoria

Oito cidades paranaenses estão entre as 100 que mais geram empregos no Brasil

Oito cidades paranaenses estão entre as 100 que mais geram empregos no Brasil

O Paraná mantém oito cidades entre as 100 que mais geraram empregos formais no Brasil, entre janeiro e agosto deste ano. Curitiba ocupa a quarta colocação no ranking nacional, e Cascavel melhorou ainda mais o desempenho, subindo quatro posições. Os dados foram divulgados nesta terça-feira (30), pela Secretaria do Trabalho, Emprego e Promoção Social, baseados no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

Para o secretário do Trabalho, Nelson Garcia, a geração de novos empregos é resultado da força da indústria, e também da expansão do agronegócio e da construção civil no interior do Estado. “O Paraná vem recuperando setores e regiões que, historicamente, eram considerados ruins na geração de empregos”, analisa.

“A aceleração da economia do Estado, causada pelo aumento real dos salários de várias categorias profissionais, a baixa inflação e a redução da taxa de juros têm feito com que cidades de pequeno porte se destaquem”, acrescenta o secretário.

MELHORES – O destaque foi Cascavel (Região Oeste), que já havia saltado da 102.ª para 87.ª posição na listagem que analisava os postos de trabalho criados nos primeiros sete meses do ano. Agora, o município ocupa o 83.º lugar, com 3.306 pessoas contratadas em oito meses. Os maiores responsáveis pela geração de emprego na cidade foram o comércio (1.124 vagas abertas) e a industria da transformação (993).

De acordo com Rui Silva, técnico da Coordenadoria de Estudos, Pesquisas e Relações de Trabalho da Secretaria, entre os motivos para os bons resultados está a diversificação da economia local. “Cascavel não depende exclusivamente da agricultura e este é um ponto favorável, além disso as indústrias de alimentos, bebidas, produtos farmacêuticos, transporte, eletrônicos e metalurgia alavancam as contratações”, esclarece.

A cidade paranaense mais bem colocada foi Curitiba, que ofertou 29.510 vagas de trabalho no acumulado do ano e se manteve na quarta posição da lista nacional. Da mesma forma, Maringá (Noroeste) repetiu o bom desempenho e continuou em 25.° lugar no ranking, com 8.646 pessoas contratadas. Londrina (8.392 novos empregos com carteira assinada), subiu três posições e ficou em 29.° lugar.

São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), ocupa a 50.ª colocação, com 5.550 postos de trabalho abertos em oito meses. Araucária, também na RMC, surge em 80.º lugar e saldo de 3.365 contratações no período.

Os pequenos municípios de Paraíso do Norte (Noroeste) e Bandeirantes (Norte), ambos com menos de 40 mil habitantes, fecham a lista na 93.ª e 99.ª posições. Eles foram responsáveis pela geração de 3.110 e 2.956 empregos, respectivamente.

PARANÁ – De janeiro a agosto de 2008 foram gerados 17,2% mais empregos formais no Estado que no ano anterior, quando foram criados 117.319 postos de trabalho. O interior foi o principal responsável pelas novas vagas e absorveu 66,28% dos novos empregos (91.131). A Região Metropolitana de Curitiba gerou 46.361 postos de trabalho.

A maior alta no número de contratados ocorreu na construção civil: 86,9%. No período, foram inseridos 16.047 trabalhadores. Em seguida, está o setor de serviços, que gerou 38.076 formais, expansão de 42,5% em relação ao mesmo período de 2007. O comércio abriu 23.431 novas vagas, crescimento de 41,3%. Na agropecuária, foram ofertados 12.446 postos de trabalho, alta de 2,4%.

(Visited 2 times, 1 visits today)

Close