Escrito por 17:51 Política

Ogier Buchi fará redução drástica no número de secretariais

Compartilhe

O advogado Ogier Buchi, candidato a governador pelo PSL, disse que fará uma redução drástica no número de secretarias de estado e no aparato estatal. “Fora (as secretarias da) Fazenda, Educação, Saúde e Segurança Pública, todos os outros órgãos de gestão podem ser transversais. O estado já foi muito mais enxuto do que é hoje”, reafirmou hoje na entrevista desta terça-feira, 11, ao jornal Meio Dia Paraná da RPC.

Ogier Buchi também afirmou que vai reduzir a alta carga tributária e dos impostos cobrados dos paranaenses. “Eu vou diminuir a carga de impostos no Paraná. O que eu posso mexer mesmo, constitucionalmente falando, é o ICMS. E eu vou fazer. Preliminarmente no combustível”.

“Nós vamos construir um Paraná para o futuro, um Paraná de crescimento, de justiça e, sobretudo, de justiça fiscal”, completou Ogier Buchi.

O candidato do partido de Jair Bolsonaro e da coligação Coligação Pátria Brasil (PSL, Patriota, PTC) defendeu o direito do cidadão a portar arma de fogo: “Eu defendo que todo cidadão possa defender sua família, sua propriedade e suas coisas. Desde que ele esteja qualificado para usar o armamento”.

E, quando o assunto foi gastos públicos, mostrou a força do discurso liberal: “A mim, me importa um estado enxuto, eficaz e eficiente e que devolva ao cidadão aquilo que o cidadão dá ao estado em forma do seu suor, que é representado pelos impostos”.

Ogier Buchi respondeu de cara limpa e sem titubear a todos os questionamentos feitos pelos jornalistas da emissora.
Mais uma vez, para acabar com controvérsias, informou que o apoio esperado já está chegando. E que há inclusive vídeos na internet com um dos filhos de Jair Bolsonaro mostrando o passo a passo do site do PSL, para verificar quais são os candidatos do pai por todo o Brasil. E que, no Paraná, está lá: Ogier Buchi, 17.

Sobre provocações de que seria apenas um laranja na campanha eleitoral, Buchi foi taxativo: “Eu não sou menor. Eu represento a coragem pessoal. Eu represento o que eu penso. E o que eu penso é que o Paraná precisa mudar”.

E concluiu: “Não tenho vínculos, não tenho 16 anos de vida pública, como a maioria dos outros, não fui deputado federal. Enfim, se você quer mesmo mudar e se você quer algo de novo, esse sou eu”.

Close