Escrito por 12:55 Foz do Iguaçu, Obras e infraestrutura

Obras paradas pela Pecúlio desde 2016, são retomadas na Av. José Maria de Brito

Compartilhe

Os trabalhos de pavimentação e duplicação da Avenida José Maria de Brito, importante via de ligação de vias rápidas na região central de Foz do Iguaçu avançam, após serem retomadas em outubro deste ano. A obra, iniciada em 2014, foi paralisada pela Operação Pecúlio que investigou indícios de superfaturamento no contrato e execução com material de baixa qualidade.

Os trabalhos na José Maria de Brito integram um pacote que inclui ainda obras em outras duas importantes vias da região central de Foz do Iguaçu, as avenidas Pedro Basso e Ranieri Mazilli. As ações na via ficaram paralisadas aproximadamente quatro anos depois de deflagradas as investigações pela Polícia Federal e Ministério Público Federal (PF e MPF, respectivamente) em 2016.

Acordo

De acordo com o MPF, a retomada foi possível após a empresa vencedora da licitação assinar o termo, que incluiu a manutenção dos valores unitários previstos no contrato de 2014 e a aplicação de multa de R$ 130 mil para a executora, que precisa ressarcir o município, conforme determinação do órgão. 

A empresa também fará a devolução de R$ 721 mil em prestação de serviços. De acordo com o secretário de Obras de Foz do Iguaçu, Cezar Furlan, a obra estava em 50% do previsto no contrato inicial. 
O investimento nesta conclusão das ações nas três avenidas será de R$ 581 mil. De um total de R$ 5 milhões, que seria o valor total do pacote, a Prefeitura já havia pago R$ 2,5 milhões. Os recursos são da Caixa Econômica Federal, através de um financiamento com o município.

Em conclusão

A Avenida Pedro Basso foi a primeira a ser retomada após o procedimento e está praticamente concluída, o que permitiu aos trabalhadores da construtora retomar as obras nas avenidas Maria de Brito e Ranieri Mazzilli, com ciclovias, calçadas e o pavimento, segundo a Secretaria Municipal de Obras.

Close