por 08:38 Sem categoria

Número de mortes nas estradas paranaenses triplica no feriadão

Operação Corpus Christi
Número de mortes nas estradas paranaenses triplica no feriadão

Ao todo foram 23 mortes entre as 18h da quarta-feira (21) e a meia-noite de domingo (22) nas rodovias que cortam o estado

Célio Yano

O feriadão de Corpus Christi deste ano registrou mais de três vezes o número de mortes que aconteceram em 2007 nas estradas paranaenses, de acordo com dados das polícias rodoviárias federal e estadual. Ao todo, foram 23 mortes entre as 18h da quarta-feira (21) e a meia-noite de domingo (22) nas rodovias que cortam o estado.

Quase todos os acidentes fatais aconteceram em rodovias estaduais. De acordo com a Polícia Rodoviária Estadual (PRE), 21 pessoas morreram no trânsito, três vezes o número contabilizado no ano passado, quando sete mortes foram registradas. Ao todo, foram 232 acidentes, com 219 feridos em 2008, contra 219 acidentes e 198 feridos em 2007. A PRE contou ainda seis atropelamentos e 3.803 autuações durante a Operação Corpus Christi.

Em uma única colisão entre os municípios de Boa Esperança e Janiópolis, no Centro-Oeste, cinco pessoas morreram. Um Fiesta e um Gol bateram de frente no km 22 da rodovia PR-468, pouco depois das 19h de domingo (25). Diego Emanoel de Aguiar, de 21 anos, condutor do Fiesta, morreu na hora. Danilo Gonçalves dos Santos, de 19, e Adriano Borges da Silva, de 24, que estavam no mesmo carro, foram encaminhados com ferimentos graves para o Centro Hospitalar de Campo Mourão.

No Gol estavam seis pessoas. Além do motorista, João Diego Theodoro Alves, de 23 anos; Maria Aparecida Lurdes de Almeida, de 38, Roberto Martins de Almeida, de 45, e Oliver Endrigo Gonçalves, de 19, morreram na hora. Tailini Roberta Gonçalves de Almeida, de 11 anos, e Edrail Gonçalves de Almeida, de 9, também foram levados ao Centro Hospitalar de Campo Mourão com ferimentos graves.

Já nas rodovias federais, apesar de ter sido registrado um aumento no número de acidentes no feriado em comparação com mesmo período no ano passado, as ocorrências tiveram menor gravidade neste ano. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), foram registrados 94 acidentes, com saldo de 71 feridos e dois óbitos. No ano passado, foram 89 os acidentes, com 73 feridos e seis mortes.

Com o saldo de 23 fatalidades, o feriado prolongado de Corpus Christi se iguala ao da Páscoa, entre os dias 20 e 23 de abril, como um dos mais violentos. O feriadão de 1º de Maio teve 22 mortes, enquanto Tiradentes teve 18. Carnaval e Reveillon contabilizaram respectivamente 13 e 12 óbitos. De acordo com as polícias rodoviárias, as principais causas de acidentes nas estradas continuam sendo excesso de velocidade, ingestão de bebidas alcoólicas e ultrapassagens indevidas.

Fechar