por 12:12 Chico Brasileiro, Destaques, Foz do Iguaçu

“Não perco tempo com bandalheira”, diz Chico Brasileiro

O prefeito de Foz do Iguaçu, Chico Brasileiro (PSD), disse nesta sexta-feira, 5, que não vai ficar perdendo tempo com “bandalheira” que vai “seguir trabalhando” e “que a justiça seja feita”, em entrevista à Rádio Cultura em relação da ação movida pelo Podemos, partido do ex-prefeito Paulo Mac Donald Ghisi, que questiona a prestação de contas da campanha de reeleição de Brasileiro.

“Eu vejo isso como um jogo político de quem perdeu a eleição. É mais um jogo sujo para tentar tirar a gente do foco do trabalho. Eu enfrentei nos últimos quatro anos, pessoas que querem tirar a gente do trabalho para que fique perdendo tempo. Eu não vou ficar perdendo com essa bandalheira, eu vou seguir trabalhando e que a justiça seja feita”, completou Brasileiro na rádio durante a entrega de mais 25 moradias na Vila C.

A prestação de contas da campanha de reeleição de Brasileiro foi aprovada no Tribunal Regional Eleitoral e publicada nesta terça-feira, 2. O advogado Gilmar Cardoso disse que o Ministério Público Eleitoral, inclusive, referendou a aprovação das  contas da campanha

“As receitas foram devidamente registradas, com emissão de recibos eleitorais, bem como as despesas foram regularmente efetuadas. A movimentação financeira foi regular’, disse o juiz Gabriel Leonardo Souza de Quadros, da 147ª Zona Eleitoral, relator da aprovação no TRE.

Apesar de perder as eleições, Mac Donald Ghisi, não se contém. Seus advogados enviaram nota à imprensa afirmando que ele não está com a ficha suja na justiça, apto eleitoralmente. Mas o ex-prefeito é desmentido pelo Superior Tribunal de Justiça que publicou o “acórdão” da segunda turma do STJ dando provimento ao recurso do Ministério Público do Paraná mantendo a condenação por improbidade administrativa de Mac Donald. Ou seja, continua inelegível.

Fechar