Escrito por 16:48 Sem categoria • One Comment

Na Lapa, oposição do PT trava instalação de centro de saúde de R$ 3 milhões

Compartilhe

Um caso surreal de oposição política está ocorrendo na histórica cidade da Lapa, Região Metropolitana de Curitiba. O atual prefeito, Paulo Furiati, conseguiu junto ao Governo do Paraná a instalação de um centro de imagens que incluirá equipamentos como tomógrafo, mamógrafo, ecógrafo e raio-x digital. Com investimento de R$ 3 milhões, o centro permitirá que os cidadãos lapeanos realizem suas consultas na própria Lapa e não precisem se deslocar até outras cidades, como Curitiba, em viagens realizadas de madrugada.

Ocorre que a efetivação da obra tem de passar pelo Conselho Municipal de Saúde, cujos integrantes vem arrastando seu aval há pelo menos dois meses. Isso, segundo fontes ouvidas pelo blog, acontece porque que o conselho foi composto na gestão passada, da ex-prefeita Leila Klenk (PT), derrotada nas urnas por Furiati. Um dos quatro conselheiros que optaram por adiar novamente a votação foi candidato a vereador pela coligação da ex prefeita, conforme material publicitário (foto). Já outros mostram em seus perfis fotos de apoio a Leila, Lula e Dilma.

As explicações que o conselho exige são prontamente respondidas, inclusive pessoalmente pelo Secretário Municipal de Saúde, Rui Wiedmer, que esteve sanando as dúvidas dos conselheiros por duas ocasiões. Na tarde desta segunda (25), novamente Rui se fez presente a reunião do conselho e, por mais de uma hora explanou aos presentes a importância deste centro de imagens para a saúde pública da população e explicou que há recursos sim para a manutenção através de um criterioso senso de prioridades que a atual gestão vem tomando a fim de destinar mais recursos para áreas essenciais da administração.

A manutenção do centro de imagens, segundo Rui vem boa parte da própria economia gerada com os deslocamentos dos pacientes. Segundo ele, além do conforto de realizar o procedimento aqui na Lapa nas viagens há o risco de acidentes ou de imprevistos no percurso.

Apesar do apelo do secretário, novamente alguns conselheiros optaram por não votar a proposta, mesmo cientes que este adiamento pode acarretar na perda do investimento para outra cidade. Segundo imagens enviadas ao blog, os conselheiros que optaram pelo adiamento da votação, por meio de suas redes sociais, num passado recente fizeram oposição a atual administração.

As dezenas de moradores da Lapa que partem diariamente para outras cidades para realizarem exames de mamografia, ecografia, tomografia entre outros esperam uma resposta rápida e uma solução.

Close