0 Shares 180 Views

Na Adepol, João Arruda apresenta plano para a segurança do Paraná

16 de agosto de 2018
180 Views

A segurança pública precisa ser tratada com planejamento, os órgãos precisam de autonomia, efetivo maior, valorização dos policiais e promoção de cursos de capacitação e especialização. Estes são alguns dos eixos do plano de governo apresentado pelo candidato do MDB, João Arruda, na sabatina da Associação dos Delegados de Polícia do Paraná (Adepol), nesta terça-feira (14), em Curitiba.

No encontro, João Arruda foi instado a responder sobre quais soluções o seu plano aponta para a segurança pública, a fim de diminuir os índices de criminalidade. “Esse planejamento não deve partir do governador, mas sim ser construído em conjunto com a Polícia Civil”, ressaltou.

“É preciso dar um prédio próprio à Polícia Civil; trazer de volta policiais cedidos a outros órgãos; modernizar, equipar e capacitar a corporação. Vamos dar autonomia à Polícia Civil a exemplo da Polícia Federal e valorizar servidores de carreira com gratificações e cargos de chefia”, afirmou João Arruda.

O candidato a governador também se manifestou de que forma pretende garantir a eficiência investigativa da Polícia Civil, diante da defasagem de recursos humanos. “Temos de fazer concurso público. Não é demagogia, mas uma realidade. Também há possibilidade de chamamento dos já aprovados no concurso anterior”.

“Além é claro de darmos condições de trabalho aos servidores, incluindo uma política de incentivo de melhora na remuneração por meio de cursos e aperfeiçoamentos dentro e fora do país”, adiantou João Arruda.

Superlotação – Para resolver o problema da custódia ilegal de presos em delegacias, o candidato do MDB disse que isso é algo desumano. “Não há como manter delegacias superlotadas, com risco de rebeliões, fugas e a quase certeza de que os presos voltarão ao crime. Ficar cuidando de presos nas delegacias prejudica o trabalho da polícia. Esse cenário só promove mais crime e mais violência”.

“Quero policiais valorizados, delegados satisfeitos e com vontade de trabalhar pela segurança pública do Paraná”, disse João Arruda, ao responder sobre como pretende valorizar a carreira de delegado. “Mas toda essa discussão passa por também estabelecer outras políticas públicas, em educação, desenvolvimento econômico. Vamos voltar a incentivar pequenas e micro empresas e acabar com a substituição tributária”.

João Arruda assumiu o compromisso de barrar qualquer proposta que coloque em risco a Paranaprevidência. “O sistema previdenciário precisa ter equilíbrio atuarial, a saída não pode ser maior que a entrada. Vou retirar da Assembleia qualquer proposta que coloque em risco a Paranaprevidência. Também precisamos dar segurança aos futuros governantes, garantia de que não precisarão tirar dinheiro do caixa do estado para aportar nas aposentadorias”, concluiu.

Mais notícias para você:



Deixe um comentário

Your email address will not be published.