por 12:18 Agricultura, Destaques

Morre Herbert Bartz, pioneiro do plantio direto no Brasil

Herbert Bartz durante premiação de Personagem Soja Brasil, em 2019. Foto: Canal Rural

Faleceu na madrugada desta sexta-feira, 29, o produtor rural Herbert Bartz, de 83 anos, considerado percursor do plantio direto na palha, no Brasil. Ele morava em Rolândia, no Paraná.

Nascido em Santa Catarina, Bartz passou sua infância na Alemanha e conheceu de perto os horrores da guerra. Por ter passado fome ainda criança, ele sonhou em um dia poder produzir alimentos de qualidade em abundância. Anos depois, de volta ao Brasil e com um sotaque bastante característico, colocou o plano em prática e se tornou agricultor.

“Em 1945, eu tinha oito anos. No meu aniversário aconteceu um grande ataque aéreo que matou milhares de pessoas. Depois daquilo começou a faltar comida pra todo mundo”, relembrou, em entrevista ao Projeto Soja Brasil, em 2019, quando foi premiado como Personagem Soja Brasil.

Com muita dedicação e vontade de vencer, o sonho de Bartz virou realidade em Rolândia (PR). O produtor foi pioneiro no plantio direto (plantar sem arar e revolver o solo), deixando-o protegido e menos suscetível à erosão, já que o clima é um dos principais desafios para a cultura da soja na região.

“Nosso problema inicial era a chuva tropical. Com irregularidades, hora não tinha nada e depois tinha excesso de precipitações. Por isso resolvemos mudar o manejo”, disse.

Governador do Estado lamenta morte do produtor

O governador Carlos Massa Ratinho Junior lamenta a morte do produtor rural Herbert Bartz, morador de Rolândia, pioneiro na técnica do plantio direto no Brasil. A implantação do sistema menos agressivo ao solo concretizou a esperança global de produzir alimentos em abundância e qualidade. Ele faleceu nesta sexta-feira (29), aos 83 anos, de complicações de pneumonia, e deixa a esposa e dois filhos.

“Perdemos uma das referências nacionais em agricultura, alguém que dedicou a sua vida a melhorar as técnicas para que os alimentos do campo chegassem na mesa com qualidade e rapidez”, afirmou o governador Ratinho Junior. “Que Deus conforte os seus familiares e amigos. Esse legado nunca será esquecido”.

Segundo o secretário de Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara, Bartz foi fundamental no desenvolvimento da agricultura paranaense. “É mais uma das mortes que vamos lamentar para sempre por se tratar de uma pessoa afável, um ser humano fantástico. A contribuição de Herbert Bartz para a agricultura brasileira e, particularmente, para a paranaense, é inestimável. Seu pioneirismo no plantio direto fará com que o sonho de produzir alimentos em abundância e qualidade perdure ainda por muitos e muitos anos”, acrescentou.

Fechar