0 Shares 681 Views

Mídias Sociais e as eleições municipais de 2020

19 de março de 2019
681 Views

 

O ano eleitoral de 2018 confirmou a crescente influência das mídias sociais no cenário político atual. Hoje o cidadão, com a força da internet, tem sua voz ativa e é capaz de desmontar narrativas anteriormente disseminadas apenas pelos grandes veículos de comunicação do país, que monopolizavam o mundo das notícias, sem nenhuma forma de contestação. Os candidatos que não observarem essa forte tendência poderão perder espaço nas disputas municipais de 2020.

Em Curitiba, nomes como o de Alborghetti Neto sairão na frente. O jovem de 26 anos que irá pela primeira vez disputar uma cadeira na Câmara de Vereadores, possui mais de 400 mil seguidores em suas redes sociais. Recentemente, começou a apresentar em sua página no facebook, o programa Curitiba Sem Mimimi, que traz à tona as principais notícias do dia de forma objetiva e sem papas na língua.

Alborghetti Neto herdou o “sangue quente” e o inconformismo do avô, o irreverente jornalista e ex-deputado estadual Alborghetti, conhecido como “Cadeia” ou “Dalborga”, que mesmo depois de falecido, segue causando nas redes sociais com a viralização dos seus vídeos de opiniões polêmicas e, especialmente, suas “previsões” sobre o atual Ministro da Justiça do Governo Bolsonaro, o juiz da Lava Jato, Sérgio Moro.

Mais notícias para você:



Deixe um comentário

Your email address will not be published.