Escrito por 12:39 Política

Michele Caputo reúne lideranças e destaca trajetória de luta em defesa da Saúde

A Saúde tem que estar sempre em primeiro lugar, disse Michele Caputo na noite desta quinta-feira, 30, ao reunir lideranças em Curitiba para o lançamento de sua candidatura a deputado estadual. “Tenho consciência que outras políticas impactam positiva ou negativamente sobre a saúde. Segurança, saneamento, educação, meio ambiente, tudo isso é imprescindível para o bem-estar das pessoas. Por isso, quero ser o deputado da saúde, mas cuidando também de outras áreas”, disse Michele Caputo, que na urna tem o número 45.000.

“Precisamos sim fazer mais pela saúde do Paraná e para isso é preciso ter as pessoas certas no lugar certo, pessoas com ficha limpa. Fizemos muito, mas temos que avançar ainda mais. Eu vou trabalhar em defesa do povo da saúde”, reiterou Michele Caputo.

Avanços – O ex-secretário estadual de saúde afirmou que o setor avançou no Paraná nos últimos anos “graças aos profissionais da saúde, ao apoio governamental, que deu condição orçamentária e aos amigos que acreditaram na gestão”.”Conseguimos reduzir 58% da mortalidade materna, a maior redução da história do Brasil”, disse.

“Somos o primeiro lugar em transplante, o Aeromédico com 5 helicópteros e um avião a serviço das pessoas, mais leitos de UTI, as menores taxas de morte materna e infantil com o Mãe Paranaense, investimentos na frota de ambulâncias e vans, mais de quatro mil veículos, equipamentos, capacitação dos profissionais, uma série de ganhos importantes”, completou Michele Caputo

Fé, respeito e dignidade – Michele Caputo disse que é preciso ter mais fé, respeito e dignidade em relação às pessoas na atual conjuntura política do país. “Acredito que tudo isso impacta e contribui para a saúde. É necessário que sejamos mais civilizados no trânsito, que a violência interpessoal reduza, que respeitemos a mulher, o idoso, a pessoal com deficiência”, disse.

“Nós respeitamos a democracia, quando eleitos ou designados cumprimos com que as pessoas esperam, que as diferenças políticas sejam deixadas de lado e que se governe para o povo”, adiantou.

As políticas públicas na saúde, segundo Michele Caputo, estruturam, organizam sistemas, salvam vidas e precisam se transformar em política de estado. “Quero mostrar que é possível fazer a boa politica, fazer um ciclo virtuoso para a saúde pública. Chega de vicio, chega de corrupção, vamos mudar e com qualidade. Eu quero representar o povo da saúde, ser a voz de todos que lutam por uma saúde pública de qualidade”, reforça.

(Visited 10 times, 1 visits today)
Close