por 14:22 Sem categoria

MEIRELLES DEFENDE ALTA DOS JUROS PARA CONTER INFLAÇÃO

Por Josias de Souza, na Folha Online:

O presidente do BC, Henrique Meirelles, disse nesta terça (13) que não há remédio mais eficaz contra a inflação do que os juros. Meirelles proferiu palestra em evento batizado de Fórum da Liberdade. Deu-se na Universidade Católica, em Porto Alegre (RS). 

Depois de sua exposição, ele respondeu a perguntas. Eis uma das questões: o manuseio da taxa de juros é a única forma de controlar a inflação? “A curto prazo”, disse Meirelles, “o meio mais eficiente, eficaz e comprovado no mundo inteiro de controlar a inflação é a taxa básica de juros do Banco Central”. 

LEIA MAIS

por 14:20 Sem categoria

Meirelles defende alta dos juros para conter inflação

Meirelles defende alta dos juros para conter inflação

Por Josias de Souza, na Folha Online:

O presidente do BC, Henrique Meirelles, disse nesta terça (13) que não há remédio mais eficaz contra a inflação do que os juros.

Meirelles proferiu palestra em evento batizado de Fórum da Liberdade. Deu-se na Universidade Católica, em Porto Alegre (RS). 

Depois de sua exposição, ele respondeu a perguntas. Eis uma das questões: o manuseio da taxa de juros é a única forma de controlar a inflação?

“A curto prazo”, disse Meirelles, “o meio mais eficiente, eficaz e comprovado no mundo inteiro de controlar a inflação é a taxa básica de juros do Banco Central”. 

A frase de Meirelles reforça uma impressão que se espraia pelo mercado financeiro: a de que o BC deve elevar os juros.

Meirelles contou que há no governo um debate interno sobre as diversas ferramentas que podem ser usadas no combate à inflação. 

Mencionou duas delas: a abertura de mercados e a desoneração de investimentos. Podem funcionar, reconheceu. Mas só no longo prazo.

Disse que essas fórmulas ideais não substituem os juros, cuja eficiência é mais imediata. Durante a palestra, Meirelles contestou as críticas ao suposto conservadorismo do BC no combate à inflação.

“Preocupa-me […] quando se questiona e se mantém a discussão, como eu tenho visto bastante nos jornais, sobre a real necessidade de se dar tanto valor ao poder de compra da moeda ou sobre a metodologia, os remédios para se manter o poder de compra da moeda”. 

Um dos críticos mais contumazes à gestão do ex-tucano Meirelles é o presidenciável do PSDB, José Serra, cujo nome Meirelles esquivou-se de mencionar. 

O presidente do BC voltou a enfatizar a importância de manter a inflação dentro da meta –4,5% para o ano de 2010: 

“Inflação na meta significa diminuição do grau de risco [da economia], aumento do investimento e diminuição de juros reais ao longo do tempo”.

Ou seja, no curto prazo, deve-se aguardar por uma elevação dos juros na próxima reunião do Copom (Conselho de Política Monetária).

Fechar
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com