Escrito por 20:41 Destaques, Eleições 2020 Curitiba, João Arruda

MDB confirma João Arruda candidato a prefeito de Curitiba

Compartilhe

O MDB confirmou em convenção nesta quarta-feira, 16, a candidatura de João Arruda a prefeito de Curitiba. O partido também escolheu a chapa de 52 candidatos – 16 mulheres e 36 homens – que vão disputar as 39 cadeiras da Câmara Municipal nas eleições de novembro. “Eu avisei que no MDB não tem eliminação de candidatos, não teve BBB (big brother Brasil). Vamos fazer uma campanha sem grandes trucagens e sem marquetagem. Vai ser uma campanha simples, direta, usando as redes sociais”, disse.

João Arruda pode fazer sua campanha através de uma velha van que será um estúdio móvel e vai transmitir os programas eleitorais pela internet e pela televisão.  A proposta é manter a campanha dentro das normas de isolamento social decorrentes da pandemia do coronavírus. “Só assim para a gente se proteger da pandemia, respeitar o isolamento social e proteger as pessoas” disse.

O candidato não vê dificuldades numa campanha modesta, sem dinheiro, mas mobilizadora e com a cara do MDB. “Quem vai ter dificuldade são os candidatos que sempre tiveram rios de dinheiro nas campanhas eleitorais e que muitas vezes acabavam em escândalos de corrupção”.

“Campanha daqui para frente tem que ser assim, franciscana, sem negociatas, e com pouco dinheiro. Campanhas pobres significa serviços públicos dignos para o povo”, afirmou João Arruda.

Comida na mesa – A prioridade, disse João Arruda, é “colocar comida na mesa das famílias curitibanas”. Novos programas serão implantados ou ampliados. Os restaurantes populares, por exemplo, podem oferecer três refeições diárias (café, almoço e jantar) com  mais unidades nos bairros.

 Os armazéns da família podem ampliar a faixa de renda das famílias para atendê-las e reduzir mais ainda o custo de alimentos e produtos de limpeza. O MDB estuda ainda os aspectos legal e formal para a criação da versão municipal de programas estaduais de programas bolsa família e cartão comida. “Essas medidas têm impacto na recuperação no pós-pandemia e já deviam ter sido implantadas antes mesmo da chegada do coronavírus” disse.

João Arruda lista ainda outras propostas em estudo a criação de um programa de emprego aos jovens voltado às áreas de tecnologia de informação e inovação, ampliação de  hortas comunitárias nos espaços e terrenos baldios ou sem uso, o incentivo ao uso de bicicleta com a ampliação significativa da malha cicloviária e ciclofaixas e abertura nos finais de semana das escolas municipais para prática de esportes e atividades culturais.

“Temos ainda muitos outros exemplos em estudo como a implantação do tarifa zero no transporte público, uma proposta Instituto Brasil Transporte, acabando de vez com essa roubalheira que não para nem em tempos de pandemia. E até a reativação de fundos emergenciais, de combate à pobreza, para custear as propostas e a ampliação dos serviços sociais”, disse João Arruda.

Close