por 18:43 Sem categoria

Mais vida para as praças e parques de Foz do Iguaçu

Mais vida para as praças e parques de Foz do Iguaçu

A troca de cargos na Secretaria de Meio Ambiente de Foz do Iguaçu inspirou a produção de um simples registro fotográfico das praças e bosques da cidade. À redação, pareceu apropriado conferir de perto os espaços públicos da cidade, apesar de a equipe já ter a idéia das cenas que a esperavam. Afinal, a pauta, nada inédita, volta e meia está nos veículos de comunicação iguaçuenses.
        
Durante os três últimos dias, MEGAFONE avaliou dez espaços públicos. Sem dúvida, o estado do Parque Remador, no bairro Porto Meira, é o mais caótico entre todas os locais visitados. A expressão “largado pras cobras” é a melhor definição para o ambiente, onde nem os répteis devem sentir-se muito à vontade. Somente uns pescadores vespertinos disputam espaço com mato e lixo em busca de peixes.
        
A realidade nos outros lugares não chega perto do abandono visto no Remador. Entretanto as demais “hastas públicas” têm problemas em comum: bancos quebrados, falta de iluminação, banheiros repulsivos, falta de lixeiras e brinquedos (balanços e gangorras) que mais parecem armas contra crianças. E muito lixo, muitos dejetos jogados ao relento.
        
Como o problema é antigo, é fácil buscar em nossos arquivos as justificativas para a ausência de manutenção. Entre os argumentos clássicos está a dificuldade de conseguir guardas municipais para cuidar exclusivamente do patrimônio público. Isso sem falar do vandalismo e descaso do próprio povo. Parece plausível. Como justificar sacolas e garrafas de plástico jogadas a um palmo de lixeiras?

A Secretaria de Meio Ambiente, por exemplo, divulga várias ações em seu site, como o Projeto Praças Vivas, cujo objetivo é “resgatar e revitalizar as praças para atividades de lazer e educação pela população” das 42 praças da cidade, como descreve matéria publicada na Agência Municipal de Notícias. Diante do impasse, restam as imagens para ilustrar este momento de troca de cargos na repartição, realizada nesta quinta-feira, no Bosque Guarani.

Titular desde o começo da administração, André Alianna renunciou ao cargo de secretário visando a campanha eleitoral. A cadeira será ocupada pelo então diretor do Departamento de Meio Ambiente, Nilson Brecher, que, aliás, foi responsável por um bom tempo do Departamento de Parques, Praças e Jardins. Esta divisão passa a ser ocupada pela bióloga Patrícia Alexandre Capelan.

MEGAFONE pede aos leitores do site que enviem fotografias das praças, bosques e parques da cidade. Quem sabe apareçam belas paisagens para contrapor com o nosso olhar pessimista. Pois tudo é uma questão de ponto de vista. Ao mudar um pouco o ângulo, um abraço por virar uma cruz fincada no chão. O site também deseja a todos “sucesso’ nas novas atribuições na esperança de ver mais vida nas praças de Foz do Iguaçu.

(www.megafone.inf.br – Alexandre Palmar)

Fechar
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com