por 13:58 Sem categoria

LUCRO RECORDE MOSTRA QUE LUTA PELO PETRÓLEO VALEU A PENA

LUCRO RECORDE MOSTRA QUE LUTA PELO PETRÓLEO VALEU A PENA

(*) Waldyr Pugliesi

A Petrobras, a companhia brasileira de petróleo, divulgou esta semana que obteve um lucro acumulado recorde de janeiro a setembro deste ano, contabilizando mais de R$ 26,5 bilhões, contra R$ 22,9 bilhões do mesmo período em 2006. Trata-se, na verdade, do melhor desempenho dos últimos 21 anos da história da empresa petrolífera. Esta performance prova de forma incontestável que a luta pela autonomia brasileira do petróleo valeu a pena.

A fundação da Petrobras foi oficializada em outubro de 1953, através da Lei 2.004, com o objetivo de executar as atividades do setor de petróleo no Brasil, em nome da União. Porém, muito antes deste fato, milhares de brasileiros já tinham ido as ruas defender que o país desenvolvesse de forma independente estudos para a extração e produção petrolífera.

Tenho uma lembrança muito presente quando ainda jovem, na idade do colegial, comecei minha militância política pichando os muros com a frase “O Petróleo é Nosso”. Com os resultados obtidos agora, fica provado que o petróleo tinha que ser nosso. A formação da Petrobras possibilitou ao Brasil caminhar a passos largos para chegar à auto-suficiência de petróleo, que é o que está acontecendo hoje em dia.

Mais do que isto, em breve a Petrobras deverá figurar no topo das maiores produtoras de petróleo e gás do mundo. Isto graças as descobertas das reservas do pré-sal, como são denominados os reservatórios petrolíferos que se encontram em camada de sal, no fundo dos nossos oceanos.

É bom lembrar que todas estas boas notícias de descobertas de novos reservatórios, que vemos quase que diariamente na imprensa, só foram e são possíveis poque a Petrobras foi mantida sob gestão pública. Este fato porém, já não pode ser creditado à mineradora Vale do Rio Doce, que foi privatizada por um modelo econômico implantado no Brasil voltado apenas para o lucro das empresas.

Aliás, este modelo neoliberal atualmente está em frangalhos e é responsável direto pela crise financeira que vem afetando todos os países ao redor do planeta. Hoje a Petrobras tem desempenho financeiro semelhante a da Vale, segundo mostram os indicadores da economia. Porém, com uma diferença gritante: a Petrobras está a serviço do poder público, logo o lucro é revertido para melhorar a qualidade de vida da população, enquanto o lucro da Vale vai para as contas bancárias dos grandes grupos econômicos, muitas vezes estabelecidos fora do país.

Em nosso Estado tivemos vários exemplos desta prática nefasta escondida sob o manto do neoliberalismo econômico, que tira das mãos da população estruturas que foram construídas com os recursos públicos. Só para citar alguns casos, foi assim que deram o Banestado para a iniciativa privada. Foi assim que fizeram com a Ferroeste, leiloada após um verdadeiro processo de sucateamento da mesma.

Fizeram isso com a Sanepar, que foi parar nas mãos de empresários franceses e só retornou ao povo do Paraná graças a ação firme do governador Roberto Requião. A Copel, o Porto de Paranaguá e o nosso DER, o departamento de estradas e rodagens, também estavam no mesmo caminho. Vale lembrar que estas estruturas só não foram para as mãos de particulares graças a intervenção muito firme da população que se organizou, lutou e impediu as privatizações.

Hoje, olhando todos estes exemplos positivos posso ressaltar, que a luta para manter o bem público valeu, vale e sempre valerá a pena.

(*) Waldyr Pugliesi é deputado estadual, líder do PMDB na Assembléia Legislativa e presidente do Diretório Estadual do PMDB.

Fechar
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com