por 14:25 Sem categoria

LINO OVIEDO DECLARA APOIO A FERNANDO LUGO

No novo capítulo das negociações da Aliança Patriótica para a Mudança (APC) com os demais partidos e movimentos opositores do Paraguai, a notícia de que a APC poderá contar com o apoio da União Nacional dos Cidadãos Éticos (UNACE), liderada pelo general aposentado Lino Oviedo, é confirmada com a desconfiança característica a todos os fatos que envolvem Oviedo.

O fato foi destacado pelos principais diários do Paraguai. O ABC Color publicou as declarações do próprio Lino Oviedo, afirmando que “a UNACE está mais perto do presidente eleito” quando questionado se seu partido pretende aliar-se aos colorados ou á base de apoio de Lugo.

Do blog Sopa Paraguaia. Veja a íntegra do artigo clicando no

LEIA MAIS

por 14:19 Sem categoria

Lino Oviedo Declara Apoio a Fernando Lugo

Lino Oviedo Declara Apoio a Fernando Lugo

Por Fernando R. V. Fernandes – SopaBrasiguaia.com

No novo capítulo das negociações da Aliança Patriótica para a Mudança (APC) com os demais partidos e movimentos opositores do Paraguai, a notícia de que a APC poderá contar com o apoio da União Nacional dos Cidadãos Éticos (UNACE), liderada pelo general aposentado Lino Oviedo, é confirmada com a desconfiança característica a todos os fatos que envolvem Oviedo.

O fato foi destacado pelos principais diários do Paraguai. O ABC Color publicou as declarações do próprio Lino Oviedo, afirmando que “a UNACE está mais perto do presidente eleito” quando questionado se seu partido pretende aliar-se aos colorados ou á base de apoio de Lugo.

De acordo com o ABC, Oviedo afirmou que a opção por Lugo é para garantir a governabilidade necessária para que o ex-bispo possa fazer um bom governo e “resolver os problemas angustiantes do país”.

Por outro lado, Oviedo manteve sua postura de que ao atual presidente, Nicanor Duarte Frutos, deve ser permitido jurar como senador eleito.

Recentemente, a UNACE, juntamente com o Partido Colorado, fez tudo o possível para conseguir o quórum necessário para aprovar a renúncia do presidente para que seu juramente fosse possível, manobra que não surtiu efeito diante da ausência das bancadas da APC, do Partido Pátria Querida e de dois senadores colorados contrários a Nicanor.

Pelo lado da APC, o senador Carlos Filizzola, do Partido País Solidário, afirmou que “é praticamente um fato que cheguemos a um acordo com a UNACE”. De acordo com as declarações de Filizzola, publicadas pelo Diário Última Hora, o acordo com o partido de Oviedo gira em torno da concessão de uma das presidências das câmaras do Congresso (de senadores ou deputados).

Paradoxalmente, a APC recebeu também o apoio de um importante setor do Partido Colorado: a família Argaña. Os Argaña são ferrenhos inimigos de Lino Oviedo, por considerar o general aposentado o responsável pela morte do ex-vice-presidente Luis María Argaña.

O apoio da família a Fernando Lugo ocorre por repúdio ao “flerte político” entre o presidente Nicanor Duarte Frutos e Oviedo, que de acordo com a família, foi comprovada na sessão do congresso convocada para tratar a renúncia do atual presidente, na qual colorados e oviedistas permaneceram no Congresso na tentativa de conseguir o quórum necessário.

“O assassino é tão pícaro, porque tem ainda um processo contra si, que hoje necessita de Duarte Frutos, porque tem um pouco de influência na Corte Suprema, não sabemos como fará logo depois de 15 de agosto”, expressou o porta-voz da família, Emilio Argaña.

O senador Nelson Argaña, filho do ex-vice-presidente assassinado, reafirmou sua postura de não comparecer às sessões do Congresso convocadas para tratar a renúncia do mandatário, e expressou que acredita que Lugo, que era amigo de Luis María Argaña, “vai fazer justiça por nosso pai”.

Opinião

Lino Oviedo já deu prova de que suas palavras de nada valem. Garantiu apoio a todos os projetos que beneficiassem o futuro governo, mas toda a bancada de seu partido votou contra a aprovação de uma doação de US$ 71 milhões por parte do governo de Taiwan.

Fez o mesmo quando da sessão para aprovar um crédito venezuelano de baixa taxa de juros. Aliou-se aos colorados para permitir a renúncia de Duarte Frutos. Esta garantia de apoio parece mais um “beijo de Judas” em mês de São João. Em bom guarani: Oviedo Kai!

Fechar