0 Shares 249 Views

Kireeff no PV

4 de janeiro de 2016
249 Views

Kireeff no PV

Principal nome do PSD em Londrina, o prefeito Alexandre Kireeff recebeu convites para migrar para o PV, legenda que se prepara para receber o senador Alvaro Dias (PSDB-PR). A proposta, entretanto, teria partido do tucano e dá conta de que Alvaro teria oferecido a Kireeff o comando do PV no Paraná e a possibilidade de se candidatar ao governo do Estado. As informações são de Luís Fernando Wiltemburg na Folha de Londrina.

Alvaro está de mudança para o PV de olho em uma candidatura à Presidência da República em 2018 pela legenda. No PSDB, a possibilidade seria muito menor, já que a disputa pré-eleitoral deve girar, novamente, entre o senador Aécio Neves, derrotado por Dilma Rousseff no segundo turno do pleito passado, e o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, candidato derrotado ao cargo pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em 2006. Alckmin, entretanto, cumpre seu quarto mandato como governador e foi reeleito no ano passado já no primeiro turno.

Apesar de alardeada, a filiação ao PV ainda não foi oficializada por Alvaro, segundo o presidente do PV em Londrina, o vereador Mario Takahashi. A assessoria do senador já havia dito que a formalização ocorreria no início do próximo ano ou após o fim do recesso parlamentar.

Kireeff afirma que tem bom relacionamento com o senador e que tem conversado com ele. O prefeito também diz que realmente houve um convite para mudar para o PV, assim como para outros partidos, mas diz que ainda está “avaliando possibilidades e cenários”. O prefeito não confirmou o teor da conversa que teve com o tucano.

Takahashi admite que o PV tem interesse na filiação de Kireeff e que, assim como o senador, a legenda tem procurado outros políticos de destaque para reforçar o “staff” nacional. O vereador, que elogia a trajetória política de Alvaro em um artigo publicado no site do PV, diz desconhecer a conversa entre o senador e o prefeito.

A Folha de Londrina procurou o Alvaro por telefone na tarde de ontem, mas o celular estava desligado. O presidente estadual do PV, Chico do PV, também foi procurado, mas não atendeu o celular.

Mais notícias para você:



Deixe um comentário

Your email address will not be published.