Written by 9:00 Paraná

Julgamento do caso Sevilha é cancelado em Maringá pela segunda vez

O julgamento de três homens acusados de matar o auditor fiscal José Antônio Sevilha foi cancelado após um jurado passar mal na madrugada deste domingo (8). De acordo com a Justiça Federal (JF), a nova sessão do júri popular será realizada no dia 5 de maio.

Essa foi a segunda vez que o julgamento sobre a morte de Sevilha dissolvido. Em setembro de 2019, a sessão foi cancelada depois de advogados de defesas dos réus abandonarem o plenário.

Sevilha foi morto a tiros em setembro de 2005. Segundo as investigações da Polícia Federal, a morte ocorreu durante uma emboscada e a motivação do crime foi o trabalho exercido pela vítima, no combate a fraudes em importações.

José Antônio Sevilha era chefe do controle aduaneiro e, na época aplicou multas milionárias por sonegação a empresa do acusado de ser o mandante do crime. O empresário tinha uma importadora de brinquedos.

Auditor fiscal foi morto em uma emboscada, segundo a Polícia Federal — Foto: Reprodução/RPC
Auditor fiscal foi morto em uma emboscada, segundo a Polícia Federal — Foto: Reprodução/RPC

Julgamento

Além do empresário acusado de ser o mandante do crime, também são julgados outros dois homens.

A Justiça Federal em Maringá iniciou o novo julgamento no dia 3 de março. Com a constatação de que um dos jurados não tinha condições de saúde para prosseguir no conselho de sentença, o magistrado da 3ª Vara Federal decidiu pela dissolução do conselho de sentença.

Com o cancelamento, novos jurados serão escolhidos no dia 14 de abril, às 14h30, na Justiça Federal.

(Visited 17 times, 1 visits today)

Close