por 12:14 Sem categoria

JUIZ RELEMBRA DESCOBERTA DO ARQUIVO DO TERROR

Por Guilherme Dreyer Wojciechowski – SopaBrasiguaia.com:

Protagonista de um dos achados mais importantes da história recente do Paraguai, o juiz José Agustín Fernández relembrou, em entrevista ao jornal ABC Color, a descoberta dos chamados “Arquivos do Terror”, ocorrida em 22 de dezembro de 1992.

“Foi um dia histórico. Estive em uma dependência policial de Lambaré (município da região metropolitana de Asunción) pelo hábeas data de Martín Almada (Prêmio Nobel Alternativo da Paz). Este me comentou, nos primeiros dias de dezembro, que havia alguns documentos da ditadura”, relatou.

“Almada me ligou um dia antes e me disse: ‘estamos perto’. Nos encontramos nesse dia 22 perto do Canal 13, fui com um policial e um funcionário, sem saber aonde ia e com quem iria me encontrar. Chegamos ao lugar e nos disseram que não podíamos passar, porque era preciso esperar o chefe”. (Leia mais)

Fechar