por 21:55 Sem categoria

Jornalista da Gazeta do Povo ganha prêmio nacional

Meio ambiente
Jornalista da Gazeta do Povo ganha prêmio nacional

O Paraná venceu duas das seis categorias do 4° Prêmio Brasil Ambiental, criado pela Câmara de Comércio Americana para valorizar iniciativas que promovam o desenvolvimento sustentável. O jornalista Mauri König, da Gazeta do Povo, venceu em Texto Jornalístico e a Fundação O Boticário, de Curitiba, ganhou o prêmio na modalidade Gestão de Água. Os outros ganhadores são conglomerados empresariais do Rio de Janeiro, Espírito Santo, São Paulo e Rio Grande do Sul.

A reportagem vencedora de König, publicada em 9 de setembro de 2007, trata dos impactos ambientais que a Usina de Tijuco Alto, do grupo Votorantim, provocará no Vale do Ribeira, entre Paraná e São Paulo. O texto traz as histórias dos ribeirinhos que resistem às investidas da empresa e, a partir delas, discute a opção brasileira pela energia hidráulica desde o tempo em que o país aprendeu a domar águas revoltas. O rio Ribeira de Iguape é a última testemunha de um tempo em que os grandes rios corriam livres. "O prêmio amplia o trabalho do jornalista", afirmou König. Como premiação, o jornalista ganhou uma viagem aos Estados Unidos, com destino e data de livre escolha.

Já a Fundação O Boticário ganhou na categoria Gestão de Água, com o projeto "Oásis: Água boa para São Paulo", que busca proteger mananciais que abastecem quatro milhões de pessoas na grande São Paulo. Além de contribuir para a conservação da Mata Atlântica, o projeto também aplica uma metodologia inovadora para valoração das áreas e pagamento por serviços ecossistêmicos aos proprietários que se comprometem a conservar esses remanescentes.

Em Educação Ambiental, a Devon Energy do Brasil venceu com um projeto que integra pesquisa social, audiovisual e tecnologia digital para a realização de diagnósticos no Campo de Polvo, na Bacia de Campos. A Vale do Rio Doce venceu na categoria Gestão de Resíduos Sólidos, com o projeto desenvolvido no complexo de Tubarão (ES), onde há 17 mil empregados e são feitas operações portuárias, ferroviárias a partir da produção de 100 milhões de toneladas de pelotas de minério de ferro por ano.

Na categoria Florestas, a vencedora Tractebel Energia apresentou um projeto de recomposição da paisagem afetada pela construção da usina do rio Pelotas (RS), com o plantio de erva-mate e outras espécies nativas. O Unibanco venceu na categoria Mecanismo de Desenvolvimento Limpo, com o projeto da Usina Termoelétrica Bandeirantes, construída dentro de um aterro sanitário para aproveitar o gás bioquímico. Com potência de 20 megawatts (MW), a usina tem capacidade para gerar mais 170 mil megawatts-hora por ano (MWh/ano), suficiente para abastecer uma cidade de 400 mil habitantes.

Fechar
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com