por 18:30 João Arruda, Política

João Arruda se despede da Câmara dos Deputados: “Paraná e Brasil precisam de comprometimento e otimismo”

O deputado João Arruda (MDB-PR) se despediu nesta quarta-feira, 12, dos trabalhos na Câmara dos Deputados e afirmou que neste momento, “o Paraná e o Brasil precisam de comprometimento e otimismo”. João Arruda não se candidatou à reeleição e disputou o governo do Estado na aliança formada pelo MDB, PDT, PCdoB e Solidariedade. “Desejo sucesso aos novos parlamentares e também ao governador eleito pelo Paraná. O sucesso dos novos eleitos significa também o sucesso de todos nós”, disse o deputado na tribuna do legislativo.

João Arruda pediu o respeito aos resultados das urnas, mas que isso não significa aceitar “passivamente ou concordar com opiniões e atos dos novos eleitos”. “A combatividade faz parte do processo e ter uma posição contrária e de oposição às ideias significa o reforço da democracia”, disse.

“O que quero dizer é que existe um propósito maior que a simples discussão emocional das redes sociais. Nossas causas são maiores que os interesses individuais de poder e reconhecimento”, disse.

Debate – Na campanha ao governo, João Arruda afirmou que defendeu as bandeiras dos paranaenses e apresentou um projeto que representa os desafios dos gestores públicos neste momento, “O debate sobre a educação pública, previdência, redução de impostos, redução do preço da água e luz, fortalecimento das estatais, pedágio, IPVA, segurança, saúde, faz parte das bandeiras dos paranaenses”

“O resultado das urnas não invalida o debate permanente sobre o futuro, do qual, fazemos e continuaremos fazendo parte. Quanto a mim, me afasto da atividade parlamentar, mas não da política, porque sei que a manutenção de um país vem do trabalho diário de cada cidadão”, completa o deputado.

Avanço – João Arruda também destacou os projetos e leis aprovados durante os oito anos de mandato que teve sua participação direta. Entre eles , a Lei Anticorrupção, o Marco Civil da Internet, a nova Lei de Licitações, o Novo Simples Nacional e a Lei da Maria da Penda Virtual. O deputado foi presidente das comissões que analisaram a lei anticorrupção e do marco civil da internet.

“Fui relator do projeto da nova lei da licitações e com o apoio dos parlamentares e especialistas, desenhamos um conjunto de regras mais moderno e eficiente. Espero que no próximo ano, este projeto seja transformado em Lei, dado a importância para a administração pública, que sofre com uma legislação ultrapassada. Fizemos o projeto baseado em cinco pilares: planejamento, profissionalização, governança, tecnologia e o combate à corrupção através da prevenção”, afirmou o deputado.

João Arruda disse que nesse período, a Câmara dos Deputados também aprovou o Novo Simples Nacional, voltado aos micro e pequenos empresários “que são a força motriz da nossa economia”. “O brasileiro empreendedor – muito longe dos grandes prédios, dos grandes financiamentos, das grandes palestras sobre desenvolvimento humano e empresarial – precisa da atenção deste Parlamento”, defendeu.

Com apoio do grupo Marias da Internet, João Arruda destacou a Lei Maria da Penha Virtual, do qual foi autor do projeto, que pune com mais severidade os crimes contra a honra praticados na Internet contra as mulheres. “É preciso combater o machismo e a violência que toma conta de uma parte da sociedade”, disse.

Municipalismo – Outra frente trabalhada pelo deputado foi a atenção aos pequenos municípios do Paraná. “Foi muito importante ter levado escolas, e creches e tratores para comunidades no interior, auxiliado os hospitais municipais, Apaes e Santas Casas, que, com as emendas que inclui no Orçamento Geral da União”. João agradeceu aos prefeitos e prefeitas pela parceria e investimentos levados a mais 200 municípios do Paraná ao longo de oito anos de mandato.

O deputado também pediu aos parlamentares uma atenção e especial e a continuação do debate sobre preço das passagens de ônibus. “As cidades precisam de um transporte público seguro, eficiente e preço justo. “Esta Casa já aprovou uma PEC que garante o transporte publico como direito social. Agora precisamos instrumentalizar esta medida com a criação do fundo nacional de transporte para subvencionar o custo do serviço”.

“Agora vou olhar para outros lugares, para outras pessoas, para outras bandeiras. O Congresso conheceu um João que é fruto de muito trabalho e que continuará nessa caminhada por um país melhor e mais próspero”, concluiu o deputado em seu pronunciamento.

Fechar
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com