João Arruda diz que Júlio Küller será candidato a prefeito do MDB em Ponta Grossa

 

O presidente do MDB do Paraná, João Arruda, confirmou ao Blog do Johnny que o candidato do partido a prefeito em Ponta Grossa será o ex-vereador Júlio Küller. “Não temos conversa avançada com nenhum outro candidato, até porque temos candidato a prefeito: Júlio Küller”, afirmou Arruda.

Küller é presidente local do MDB. Após deixar a Câmara em 2014 para assumir a Secretaria Municipal de Assistência Social no primeiro mandato do prefeito Marcelo Rangel (PSDB), foi candidato a prefeito (2016) e a deputado estadual (2018).

Segundo João Arruda, o partido possui um compromisso nacional de lançar candidaturas própria nas grandes cidades. “Nada contra os outros candidatos, mas nas últimas eleições o MDB só encolheu quando deixou de lançar candidato próprio”, afirmou o presidente estadual, pré-candidato a prefeito em Curitiba.

Küller afirma estar preparado para a disputa e conta que o partido terá chapa completa para a Câmara Municipal.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Flávio será coordenador da campanha de Bolsonaro; no PR, Giacobo

O PL definiu que o senador Flávio Bolsonaro (RJ) será o coordenador nacional da campanha de reeleição do pai, Jair Bolsonaro. Pai e filho recém se filiaram ao PL. No Paraná, a coordenação da campanha deve ficar com o deputado Fernando Giacobo, presidente estadual do PL. Giacobo também será o candidato ao Senado pelos liberais. 

Pegou mal: vereador desiste de homenagem a Sarney em Pato Branco

Não será desta vez que o ex-presidente José Sarney será homenagem em Pato Branco. Após grande repercussão, o projeto para conceder ao maranhense a “Medalha de Honra ao Mérito Pato-branquense” o foi retirado de pauta a pedido do autor, o vereador Marcos Jr. Marini.

Na justificativa, Marini explicava que, quando Sarney era Presidente da República, foram os que viabilizaram as condições políticas para que fosse instalada uma Unidade de Ensino Descentralizada (UNED) do Centro Federal de Educação Tecnológica (CEFET) para Pato Branco. “Foi uma luta árdua com municípios maiores, mas que se tornou realidade pela capacidade e representatividade política do município naquele momento”, relava o projeto de lei.

Após passar pela Comissão de Constituição e Justiça da Câmara de Pato Branco, o projeto aguardava a segunda votação em Plenário. Além ao autor Marcos, que é do Podemos, a homenagem a Sarney foi apoiada pelos vereadores Maria Hamera (PV), Joecir Bernardi (PSD), Dirceu Boaretto (Podemos), Eduardo Dala Costa (MDB), Joecir Bernardi (Lindomar Brandão (DEM) e Thania Chaminski (DEM).