por 17:17 Sem categoria

JARDIM KOSMOS PROTESTA CONTRA A COHAB

Do www.gleisi13.can.br

Moradores do Jardim Kosmos, na região norte de Curitiba, protestaram no último domingo (24) contra o abandono da região pela administração municipal. O protesto, que reuniu moradores da região, foi realizado durante visita da candidata à Prefeitura de Curitiba Gleisi Hoffmann, da coligação Curitiba Para Todos (PT-PSC-PRB-PHS-PMN-PTC), a uma área de ocupação dentro do bairro. “O presidente da Cohab esteve aqui há dois meses, visitou o local, viu as nossas necessidades, mas saiu sem dizer nada. A gente continua aqui, vivendo na lama e no esgoto”, afirma a líder comunitária Marlene Silva Ferreira. Confira a íntegra do artigo clicando no

LEIA MAIS

por 17:10 Sem categoria

Jardim Kosmos protesta contra a Cohab

Jardim Kosmos protesta contra a Cohab

Moradores do Jardim Kosmos, na região norte de Curitiba, protestaram no último domingo (24) contra o abandono da região pela administração municipal. O protesto, que reuniu moradores da região, foi realizado durante visita da candidata à Prefeitura de Curitiba Gleisi Hoffmann, da coligação Curitiba Para Todos (PT-PSC-PRB-PHS-PMN-PTC), a uma área de ocupação dentro do bairro. “O presidente da Cohab esteve aqui há dois meses, visitou o local, viu as nossas necessidades, mas saiu sem dizer nada. A gente continua aqui, vivendo na lama e no esgoto”, afirma a líder comunitária Marlene Silva Ferreira.

O local visitado por Gleisi é uma área de ocupação, localizada num fundo de vale, onde vivem 300 famílias há cerca de 30 anos. O local está totalmente abandonado pela Prefeitura. Falta infra-estrutura, o esgoto corre a céu aberto, as casas correm risco de desabamento, não há iluminação pública, muitas famílias não têm água encanada e as mães reclamam da falta vaga nas creches da região. “Esperei quatro anos por uma vaga na creche Vila Nori e não consegui. Agora, minha filha está com seis anos e vai para escola.” afirma Ivonete de Fátima Domingos, mãe de Leidiane (6) e Leonardo (10).

O descaso do poder público e a falta de infra-estrutura deixam os moradores desanimados. “Moro aqui desde que nasci, mas estou cansada de promessas. Minha casa é dentro da valeta e quando chove o quarto dos meus filhos fica balançando. Luz elétrica a gente tem há bem pouco tempo”, desabafa a diarista Rosana Aparecida.

Para Gleisi, a situação do Jardim Kosmos mostra a fragilidade da política municipal de habitação e a falta de compromisso verdadeiro da atual administração com a moradia popular. “A Prefeitura elaborou às pressas sua política habitacional para não perder os recursos do PAC. Não existe uma política estruturada para atender a toda a demanda por habitação, nem um programa regularização das áreas ocupadas na cidade. Apesar disso, o atual prefeito revitaliza, alarga e asfalta as avenidas Marechal Deodoro e Marechal Floriano”, afirmou a candidata.

O Governo Lula já repassou R$ 170 milhões ao município de Curitiba para regularização de áreas, realocação de famílias, construção de novas unidades e urbanização de vilas. A contrapartida do município, dentro do programa das obras do PAC, foi de apenas R$ 22 milhões. “Mas isto não significa que este valor saiu do orçamento, grande parte corresponde ao valor dos terrenos onde as famílias já estão instaladas. Uma cidade com o desenvolvimento urbano que Curitiba tem, não pode permitir que seus cidadãos vivam sem água encanada na pia da cozinha e com o esgoto passando na porta de casa num bairro vizinho ao Pilarzinho, bairro com condomínios fechados e toda infra-estrutura urbana”, sentenciou Gleisi.

Fechar
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com