por 10:35 Destaques, Foz do Iguaçu, Itaipu Binacional, Saúde

Itaipu, Fundação de Saúde e Unioeste de Foz, firmam convênio para contratação de 100 bolsistas

Foto: Rubens Fraulini/Itaipu.

A Itaipu Binacional, a Fundação Municipal de Saúde e a Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), campus de Foz do Iguaçu, firmaram nesta terça-feira (11) um convênio para a contratação de 100 bolsistas da área da saúde, dentro da parceria “Ações de intervenção para o enfrentamento da Covid-19”. São 30 vagas para profissionais recém-formados em Enfermagem e 70 vagas para acadêmicos de instituições públicas e privadas dos cursos de Enfermagem e Medicina. 
Os bolsistas já começaram a atuar no Hospital Municipal Padre Germano Lauck, de Foz do Iguaçu, em atividades no Plantão Covid-19, para atendimento remoto de casos suspeitos, na triagem de pacientes e no apoio às unidades de terapia intensiva (UTI Covid) e ambulatório. A seleção dos bolsistas foi feita pela Unioeste, no mês de março, na assinatura do plano de trabalho do projeto. 
O investimento será de R$ 2,050 milhões, recursos da margem brasileira de Itaipu. O valor inclui compra de material pedagógico e insumos para as atividades e a contratação de profissionais para o programa Melhor em Casa Covid-19, de assistência domiciliar. A vigência do convênio é de um ano.
“Faremos uma ação abrangente, que atuará na linha de frente do combate à covid, com estagiários, recém-formados, suporte de profissionais, mestres e doutores, em uma ação extremamente necessária no combate à pandemia”, afirmou o diretor-geral do campus da Unioeste em Foz do Iguaçu, Fernando José Martins, destacando o papel das universidades no enfrentamento da crise sanitária. “Além disso, o projeto é uma ação educativa integral, que proporcionará aos participantes uma sólida formação na qual teoria e prática interagem efetivamente.”
O diretor-presidente do hospital municipal, Sergio Fabriz, destacou a gravidade da pandemia e a importância das parcerias para a superação da crise. “Em meio ao cenário vivido em função da pandemia de covid-19, a Itaipu Binacional, sensível ao momento crítico vivenciado, consolidou parceria com o projeto da Unioeste e Fundação Municipal de Saúde, tornando seu apoio de fundamental importância no enfrentamento à covid-19, no atendimento das demandas da comunidade, como também na qualificação desses profissionais”, reforçou. 
O diretor-geral brasileiro de Itaipu, general João Francisco Ferreira, disse que o convênio tem aderência à missão e às Políticas e Diretrizes Fundamentais da empresa, que preveem ações de promoção do respeito ao ser humano e de desenvolvimento sustentável regional. O investimento soma-se a outros cerca de R$ 85 milhões destinados pela binacional, desde o início da pandemia, em ações de enfrentamento à covid-19 na região, que compreende a 9ª Regional de Saúde do Paraná. O rol de ações inclui celebração de convênios, compra de equipamentos hospitalares, testes em massa, apoio ao turismo e medidas de auxílio eventual a públicos vulneráveis. “O momento exige a união de esforços e as parcerias vão nos ajudar a sair da crise mais rapidamente”, disse.
O prefeito Chico Brasileiro agradeceu ao empenho da Itaipu, que vem realizando vários investimentos em Foz do Iguaçu, entre eles o enfrentamento da pandemia. “A saúde é hoje uma questão estratégica e a Itaipu respondeu rapidamente, desde o início da crise, com investimentos no Hospital Costa Cavalcanti, com apoio às universidades, entre outras medidas que vêm nos ajudando a vencer a pandemia. Agora, este investimento em capacitação profissional, certamente, vai ajudar a salvar ainda mais vidas”, afirmou o prefeito. 
Como vai ser
Para o Plantão Covid-19 foram destinadas 70 bolsas para alunos de Enfermagem e Medicina, no valor de R$ 900 mensais. O serviço é feito por meio de contato telefônico, a partir da Central de Plantão Covid, e tem o objetivo de orientar a população, reduzir as filas nos hospitais e a exposição desnecessária de usuários e profissionais de saúde ao novo coronavírus.  
Para a UTI Covid, foram contratados 30 egressos do curso de Enfermagem com até dois anos de formação, que receberão bolsa de R$ 2.350 mensais. Também foram previstas bolsas para coordenação, orientação técnica e auxílio nas atividades administrativas.


Histórico
Grande parte dos R$ 85 milhões investidos pela Itaipu foi destinada à implantação de uma ala de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no Hospital Ministro Costa Cavalcanti (HMCC). Só com a Fundação Itaiguapy foram assinados dois convênios, cada um com valor aproximado de R$ 26 milhões. Um deles foi para a reformulação da infraestrutura do HMCC para atender pacientes com a doença, compra de equipamentos, de testes de PCR e de insumos do hospital, que atende pacientes de covid-19 com algumas comorbidades pelo SUS, sem custo para o Estado. 

Outro convênio foi feito para atender a Associação dos Municípios do Oeste do Paraná (Amop), com repasse tanto para a 9ª Regional, quanto para 10ª Regional. 

A Itaipu assinou ainda um convênio com a Fundação Municipal de Saúde, que administra o Hospital Padre Germano Hauck, de Foz do Iguaçu, no valor de aproximadamente R$ 26 milhões. Outro convênio foi assinado com Fundação Araucária, do governo do Paraná, para a contratação de 870 estagiários na área de saúde. Esses bolsistas foram contratados para atuar no Paraná inteiro. O valor investido foi de R$ 4 milhões. Já em auxílio eventual, com benefício direto a diversas entidades em relação à covid-19, foram investidos cerca R$ 5 milhões. 

Assessoria

Fechar
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com