por 14:24 Sem categoria

IRMÃO DE JANENE COMPROMETE BARBOSA NETO

Do www.horahnews.com.br

O irmão do ex-deputado federal José Janene, Assad Janani, comprometeu ainda mais – em depoimento a Polícia Federal e ao Ministério Público Federal – a situação do deputado Barbosa Neto do PDT (foto). Assad Janini, que foi vice-prefeito de Londrina e ocupou cargo de assessor de gabinete do deputado Barbosa Neto na Assembléia Legislativa, confirmou em depoimento as denuncias feitas por Luciano Ribeiro Lopes, outro ex-assessor de Barbosa Neto.

As denúncias de Janini são sobre os desvios dos salários de assessores e o uso de recursos da ONG Ciap de Londrina para a compra da Rádio Brasil Sul e para pagamento de funcionários da rádio. Veja a íntegra do artigo clicando no

LEIA MAIS

por 14:22 Sem categoria

Irmão de Janene compromete Barbosa Neto

Irmão de Janene compromete Barbosa Neto

O irmão do ex-deputado federal José Janene, Assad Janani, comprometeu ainda mais – em depoimento a Polícia Federal e ao Ministério Público Federal – a situação do deputado Barbosa Neto (PDT).

Assad Janini, que foi vice-prefeito de Londrina e ocupou cargo de assessor de gabinete do deputado Barbosa Neto na Assembléia Legislativa, confirmou em depoimento as denuncias feitas por Luciano Ribeiro Lopes, outro ex-assessor de Barbosa Neto.

As denúncias de Janini são sobre os desvios dos salários de assessores e o uso de recursos da ONG Ciap de Londrina para a compra da Rádio Brasil Sul e para pagamento de funcionários da rádio.

Segundo Assad, apesar do valor registrado da compra da rádio no contrato ser de R$ 200 mil, o valor repassado no negócio foi de R$ 1 milhão. Motivo pelo qual o MPE de Londrina esta pedindo o cancelamento do registro da candidatura de Barbosa Neto à Prefeitura de Londrina.

Assad entregou também ao Supremo Tribunal Federal e a Polícia Federal uma relação de nomes de laranjas/gafanhotos de outros gabinetes de deputados e ex-deputados que usavam do esquema em contas de familiares para receber a devolução de salários.

O depoimento de Assad é mais um golpe pesado na vacilante candidatura de Barbosa Neto a prefeito de Londrina pelo PDT. O deputado foi denunciado por um ex-assessor, Luciano Ribeiro Lopes, para o procurador-geral da República, Antônio Fernando de Souza, através de um dossiê com 40 páginas, um DVD com gravações, notas fiscais e contratos. O material mostra que o deputado Barbosa Neto transformou seu gabinete em Brasília em “um balcão de negócios”, segundo revela reportagem do Correio Braziliense.

Entre os ilícitos atribuídos ao deputado pedetista está a apropriação dos salários dos seus funcionários. Nessa denúncia consta a confissão de Rogério Bertipaglia. Amigo a 20 anos do deputado e ajudante-de-ordem na campanha de 2006, Rogério disse na gravação, que o cartão para sacar seu salário da Câmara, no valor de R$ 7,8 mil, ficava com a esposa do parlamentar, Ana Laura Lino Barbosa. Desde novembro, o Supremo Tribunal Federal (STF) investiga Barbosa Neto por ter se apropriado de recursos de funcionários da época em que era deputado estadual no Paraná.

Fechar