Written by 17:23 Sem categoria • 2 Comments

Irineu Ribeiro pode assumir vaga na Assembleia

Foz Notícia

A movimentação política em Curitiba pode trazer mais uma boa notícia para Foz. Depois do suplente de deputado federal, Sérgio de Oliveira, confirmar que irá assumir a vaga de Ratinho Junior, que disputará eleição na capital, agora a cidade pode ter um representante na Assembleia Legislativa. Trata-se do presidente do PV, ex-chefe do IAP (Instituto Ambiental do Paraná), Irineu Ribeiro. Ele primeiro suplente do deputado Rasca Rodrigues.Com o voto favorável ao Código Florestal, Ratinho Júnior afastou os militantes do PV em uma possível coligação. Com outro pré-candidato da capital, Gustavo Fruet, o partido não deverá coligar, já que o PT não aceita a aliança, pois pode perder cadeiras na Câmara. O PV deve conseguir eleger três vereadores.

Existem duas possibilidades: Uma é lançar candidatura própria na majoritária e proporcional e a outra é se aliar ao grupo do atual prefeito, Luciano Ducci, que busca a reeleição. No primeiro cenário, Rasca Rodrigues pode ser o candidato, pedindo licença durante o período eleitoral.

Na união com Ducci, o PV foi convidado a fazer parte do bloco aliado ao governador Beto Richa. Com isso, o deputado assumiria a Secretaria Estadual do Meio Ambiente e outros integrantes também fariam parte dos quadros do IAP, inclusive Irineu Ribeiro, que também está cotado pelo trabalho feito no órgão ambiental de 2008 a 2010.

” Vamos esperar as decisões do PV em Curitiba, mas estou a disposição do partido. Foz do Iguaçu merece um deputado estadual, principalmente, que pense e trabalhe a favor da cidade, lutando por recursos e obras, o que não vem acontecendo faz tempo”, comentou.

Na próxima sexta-feira, 18, a executiva municipal do Partido Verde de Curitiba se reúne para homologar e anunciar a posição do partido sobre a eleição na capital: candidatura própria e chapa pura de vereadores ou se faz coligação tanto na majoritária quanto na proporcional.

Ribeiro foi candidato nas últimas eleições e obteve 11.438 votos. Os boatos de que sua candidatura seria impugnada pela Justiça Eleitoral, em ação de concorrentes, atrapalhou a campanha. A Justiça confirmou que não havia nenhuma irregularidade.

(Visited 3 times, 1 visits today)

Close