por 12:05 Economia • Um Comentário

Investimento em aviação regional pode chegar a R$ 1 bilhão; Foz e Cascavel com melhorias

Com a promessa de expandir a aviação regional, os investimentos do Ministério da Infraestrutura no setor, de 2019 ao final de 2021, vão chegar a quase R$ 1 bilhão em equipamentos de navegação aérea, reforma e construção de novos aeroportos, nas cinco regiões do país. Segundo a pasta, os recursos direcionados por meio da Secretaria Nacional de Aviação Civil (SAC) e da Infraero, contemplam 112 municípios.

O objetivo é aumentar a conectividade e possibilitar a ampliação da oferta de voos em todas as 27 unidades da federação. A meta do governo é chegar em 2025 com 200 cidades oferecendo voos regulares. Em 2019, havia 128 aeroportos brasileiros operando de forma regular, de acordo com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). A partir de 2020, a pandemia afetou a oferta de voos. Atualmente, apenas 96 localidades estão sendo atendidas, por conta das restrições e da queda de demanda. Com a diminuição do fluxo de passageiros, o MInfra tem buscado acelerar obras de reforma e ampliação em diferentes aeroportos.

Parte da estratégia depende de equipamentos adequados e obras de modernização da infraestrutura. Por isso, a ordem no ministério é focar no trabalho para permitir, superados os desafios sanitários, que cada vez mais brasileiros tenham acesso ao transporte aéreo.

No Paraná

Com licitações autorizadas pelo governo federal em 2020, a expectativa é da aquisição de equipamentos para o Aeroporto de Cascavel (PR) e da conclusão da ampliação do pátio e da pista de pousos e decolagens de Foz do Iguaçu.

com informações da Agência Brasil

Fechar
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com