por 13:23 Sem categoria

Íntegra do pronunciamento do presidente da Cohapar, Rafael Greca, contra a censura.

Íntegra do pronunciamento do presidente da Cohapar, Rafael Greca, contra a censura.

Hoje pela manhã lia o poeta Ferreira Gullar, num trecho onde ele diz que ‘a escuridão é o estado primitivo do mundo, antes da luz havia a noite’. Depois lia o poeta Dante Alighieri que dizia que ‘a escuridão é o silêncio da luz’. E ao mesmo tempo minha Margarita lembrava que Deus criou o mundo pela palavra, a palavra criadora, o logos, a palavra que muda o mundo, a palavra que ensina, que fala antes, que constrói, que funda, que avança. A palavra essencial. Essa palavra que exercem as pessoas dotadas da missão de fazer o futuro.

A palavra do Requião, a palavra do Romanelli, da Gleisi, do Doático, do Waldyr, a minha, a sua, a nossa palavra, a palavra dos que querem ter compromisso com o mundo que há de vir. E imersos Margarita e eu nessa conversa sobre o silêncio e a palavra, sobre a escuridão e a luz, entrou na nossa sala a televisão, o programa da Ana Maria Braga. E nesse programa se discutia como deve fazer xixi, se é na almofada, se é as pessoas sentadas ou em pé, na rede nacional de televisão.

Neste mesmo momento foi inevitável pensar na loucura da censura a TV Educativa pelo Paraná, ao governador que ergue a moção de apoio aos que precisam, aos sem-terra, aos despossuídos, aos sem casa, quando a principal rede de televisão usa o horário da manhã franqueado à inocência das crianças para discutir, por uma situação do programa famoso BBB como devem os brothers fazer xixi.

Tendo visto isto e tendo refletido sobre os poetas e também sobre a palavra criadora, vi que censurar a TV Educativa do Paraná é atrasar o país. Defender o Judiciário é obrigação dos democratas, defender promotores, procuradores é a obrigação dos democratas, defender a liberdade da palavra dos deputados e dos governantes é obrigação dos democratas, mais deter o que atrasa o mundo é obrigação dos humanistas, dos compromissados com o tempo que há de vir.

Por isso, para que não permaneça o mundo, nem o Brasil, nem o Paraná, nem a nossa Curitiba no estado primitivo da escuridão, é preciso da palavra a gente como o Requião, que quer dizer a verdade.

por 13:17 Sem categoria

Íntegra do pronunciamento do presidente da Cohapar, Rafael Greca, contra a censura

 Hoje pela manhã lia o poeta Ferreira Gullar, num trecho onde ele diz que ‘a escuridão é o estado primitivo do mundo, antes da luz havia a noite’. Depois lia o poeta Dante Alighieri que dizia que ‘a escuridão é o silêncio da luz’. E ao mesmo tempo minha Margarita lembrava que Deus criou o mundo pela palavra, a palavra criadora, o logos, a palavra que muda o mundo, a palavra que ensina, que fala antes, que constrói, que funda, que avança. A palavra essencial. Essa palavra que exercem as pessoas dotadas da missão de fazer o futuro. Leia na íntegra em Reportagens.

Fechar