por 14:58 Sem categoria

GOVERNO LULA INVESTE R$ 70,9 MILHÕES EM OBRAS DO PAC QUE ATENDERÃO 4,7 MIL

GOVERNO LULA INVESTE R$ 70,9 MILHÕES EM OBRAS DO PAC QUE ATENDERÃO 4,7 MIL FAMÍLIAS DE BAIXA RENDA DE CURITIBA

O ministro das Cidades, Marcio Fortes, participa nesta segunda-feira (7), em Curitiba, da cerimônia em que será autorizado o início de obras do PAC Urbanização de Favelas e Saneamento. O evento acontece às 17 horas, na Vila Parolin. O valor das obras que serão iniciadas nesta segunda chega a R$ 88,6 milhões, dos quais R$ 70,9 milhões são do governo federal. A construção de moradias, reassentamento de famílias em 16 vilas e as obras de urbanização vão atender 4,7 mil famílias de baixa renda da capital.

O ministro das Cidades, Marcio Fortes, participa nesta segunda-feira (7), em Curitiba, da cerimônia em que será autorizado o início de obras do PAC Urbanização de Favelas e Saneamento. O evento acontece às 17 horas, na Vila Parolin. O valor das obras que serão iniciadas nesta segunda chega a R$ 88,6 milhões, dos quais R$ 70,9 milhões são do governo federal. A construção de moradias, reassentamento de famílias em 16 vilas e as obras de urbanização vão atender 4,7 mil famílias de baixa renda da capital.

Bacia do Rio Iguaçu – O projeto de urbanização na Bacia do Rio Iguaçu vai atender 720 famílias que atualmente vivem nas ocupações Bolsão Audi/União e Vila Nova. Elas serão reassentadas nos loteamentos Moradias União Ferroviária, Moradias Primavera, Moradias Nilo e Moradias Jandaia – onde serão construídas 717 casas. Os novos loteamentos, situados em área próxima às atuais ocupações, terão redes de abastecimento de água, coleta de esgotos, energia elétrica, drenagem de águas pluviais, iluminação pública e asfaltamento das vias públicas.

No Moradias União Ferroviária será construído uma escola de educação infantil. No assentamento atual, onde três famílias permanecerão, haverá obras para complementar a infra-estrutura básica. O investimento total será de R$ 16,7 milhões, com participação federal de R$ 13,3 milhões.

Bacia do Rio Belém-Vila Parolin – O projeto de urbanização da Vila Parolin prevê a desocupação de 677 famílias que vivem às margens do Rio Belém ou em moradias precárias. As famílias serão reassentadas em unidades habitacionais novas em uma área próxima, com infra-estrutura urbana – redes de drenagem de águas pluviais, de abastecimento de água e coleta de esgoto, energia elétrica e iluminação pública, além de vias pavimentadas. O projeto também prevê melhorias em 87 moradias da Vila Parolin, instalação de mais 85 banheiros e uma escola com 14 salas de aula.

Mil e quinhentas famílias serão atendidas pelo projeto de urbanização, que será custeado com investimento de R$ 26,1 milhões, dos quais R$ 20,9 milhões do governo federal.  

Bacia do Rio Formosa – O objetivo da urbanização da Vila Formosa é melhorar as condições de vida das famílias que vivem às margens do rio Formosa, nas ocupações vilas Formosa, Uberlândia, Leão, São José e Nina. Nos novos loteamentos que receberão essas famílias – Moradias Arroio e Ferrovila Minas Gerais – serão construídas 570 casas e infra-estrutura urbana, com redes de abastecimento de água e coleta de esgotos, energia elétrica, drenagem de águas pluviais, iluminação pública, além de pavimentação de vias. O Moradias Arroio terá uma escola de Educação Infantil.

Nos assentamentos atuais, o projeto prevê a complementação da infra-estrutura, a construção de 43 casas na Vila Nina e outras 13 na Vila Leão, 25 banheiros, além de melhorias em 26 casas. Ao todo, 1.584 famílias serão atendidas pelo projeto de urbanização. O investimento será de R$ 25,6 milhões, com participação federal de R$ 20,5 milhões.

Bacia do Ribeirão dos Padilha – O projeto de urbanização do Ribeirão dos Padilha prevê a construção de cinco loteamentos urbanizados, que terão redes de drenagem, abastecimento de água, esgotamento sanitário, energia elétrica, iluminação pública, e vias pavimentadas. Serão construídas 648 casas nos loteamentos Moradias Assaí, Moradias Jandaia, Moradias Castanheiras, Moradias Pinhão e Moradias Sítio Cercado VI para abrigar famílias do Bolsão Ulisses Guimarães, Vila Cristo Rei, Vila 23 de Agosto, ocupação Campo Cerrado e Vila Gramados.

Serão construídas 34 casas no Bolsão Ulisses Guimarães; também serão realizadas melhorias em 15 casas. Ao todo, cerca de 900 famílias serão atendidas pelo investimento de R$ 20,1 milhões, com participação federal de R$ 16,1 milhões.

FNHIS – O Fundo Nacional de Habitação de Interesse Social (FNHIS) selecionou, em 2007, projetos no Paraná no valor de R$ 46,1 milhões. Desse montante, R$ 41,2 milhões serão repassados pelo governo federal.

Em 2008, os projetos selecionados pelo programa no Estado somam R$ 22,5 milhões.

Saneamento para Todos – Em 2008, o programa Saneamento para Todos, do Ministério das Cidades, selecionou três projetos em Curitiba no valor de R$ 22,2 milhões. Desse montante, R$ 21 milhões serão financiados pelo governo federal.

No Estado, o programa selecionou projetos no valor de R$ 134,2 milhões. Desse montante, R$ 125,6 milhões serão financiados pelo governo federal.

Fechar
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com