por 11:14 Sem categoria

GM DE BETO RICHA DENUNCIADA POR AGRESSÃO A ESTUDANTE, INFORMA GAZETA DO POVO

A Guarda Municipal de Curitiba na gestão do prefeito Beto Richa (PSDB), a mesma que desceu a borduna nos estudantes em manifestação pelo passe livre, voltou as manchetes da imprensa paranaense. Desta vez é o estudante de jornalismo Guylherme Custódio que denunciou membros da instituição pelas agressões sofridas na noite último sábado, 19 de julho, informa o jornal Gazeta do Povo nesta segunda-feira, 21.

Guylherme, de 21 anos, informou que estava em um evento beneficente no bairro São Braz, evento com mais de 300 participantes, quando guardas municipais chegaram por volta das 23h30, mandando todo mundo ir embora. Na pressa, muitos esqueceram objetos pessoais no local. O estudante retornou para pegar os pertences e acabou vítima da revolta de quem é pago para garantir a proteção dos contribuintes.

“O guarda me disse, então, que eu não deveria estar ali porque as pessoas queriam dormir. E eu disse que ele deveria ter nos pedido com educação para sair do local. Ele, então, começou a me bater com o cacetete e a me chutar”, informou o estudante. Guylherme (foto) afirma ainda que foi arrastado pelos cabelos e que foi obrigado a correr após ter recebido diversos golpes nas pernas.

Leia a íntegra da matéria da Gazeta do Povo

Curitiba
Jovem acusa Guarda Municipal de agressão

Kamila Martins

O estudante de jornalismo Guylherme Custódio, de 21 anos, acusa a Guarda Municipal de Curitiba de tê-lo agredido durante um evento beneficente no São Braz. Segundo ele, por volta das 23h30 de sábado, os guardas municipais chegaram ao bosque, onde cerca de 300 pessoas estavam reunidas para ver a apresentação de bandas de reggae, e ordenou que todos deixassem o local.

Como as pessoas haviam abandonado os próprios pertences no bosque, Guilherme voltou para recuperá-los. “O guarda me disse, então, que eu não deveria estar ali porque as pessoas queriam dormir. E eu disse que ele deveria ter nos pedido com educação para sair do local. Ele, então, começou a me bater com o cacetete e a me chutar”, diz o estudante. Guylherme afirma ainda que foi arrastado pelos cabelos e que foi obrigado a correr após ter recebido diversos golpes nas pernas.

A assessoria da prefeitura nega que tenha havido qualquer forma de agressão por parte da Guarda Municipal durante o evento no São Braz. Ainda segundo a assessoria, 62 pessoas foram abordadas durante a ação, entre elas uma adolescente que foi entregue pelo guarda aos pais dela.

por 11:10 Sem categoria

GM DE BETO RICHA DENUNCIADA POR AGRESSÃO A ESTUDANTE, INFORMA GAZETA DO POVO

A Guarda Municipal de Curitiba na gestão do prefeito Beto Richa (PSDB), a mesma que desceu a borduna nos estudantes em manifestação pelo passe livre, voltou as manchetes da imprensa paranaense. Desta vez é o estudante de jornalismo Guylherme Custódio que denunciou membros da instituição pelas agressões sofridas na noite último sábado, 19 de julho, informa o jornal Gazeta do Povo nesta segunda-feira, 21.

Guylherme, de 21 anos, informou que estava em um evento beneficente no bairro São Braz, evento com mais de 300 participantes, quando guardas municipais chegaram por volta das 23h30, mandando todo mundo ir embora. Na pressa, muitos esqueceram objetos pessoais no local. O estudante retornou para pegar os pertences e acabou vítima da revolta de quem é pago para garantir a proteção dos contribuintes.

“O guarda me disse, então, que eu não deveria estar ali porque as pessoas queriam dormir. E eu disse que ele deveria ter nos pedido com educação para sair do local. Ele, então, começou a me bater com o cacetete e a me chutar”, informou o estudante. Guylherme (foto) afirma ainda que foi arrastado pelos cabelos e que foi obrigado a correr após ter recebido diversos golpes nas pernas. Veja a íntegra da matéria clicando no

LEIA MAIS

Foto: Arquivo pessoal

Fechar