0 Shares 250 Views

Gleisi tenta explicar boicote do PT as eleições de 2018 e sinaliza que Lula pode ser candidato mesmo na cadeia

22 de setembro de 2017
250 Views

Em entrevista ao repórter Bernardo Barbosa do UOL, a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, disse nesta quinta-feira (21) que o partido ainda não discute formalmente um boicote à eleição de 2018 porque acredita que o ex-presidente Lula será candidato. “Nunca dissemos que vamos boicotar ou não participar de eleição. O que nós dissemos é que tinham setores do partido que chegaram a defender essa ideia, que de fato é muito forte uma eleição em que o Lula seja proibido de participar’.

“O Lula é o nosso candidato. Nós vamos lutar pela candidatura do Lula, politicamente, judicialmente. “[Lula será candidato] Mesmo tendo sua sentença confirmada pelo TRF [Tribunal Regional Federal]. Nós já tivemos casos de candidatos julgados em segunda instância que tiveram autorização para participar do processo eleitoral. Tem precedente”, completou a senadora petista.

Lula está para ser julgado no Tribunal Regional Federal de Porto Alegre. Em caso do TRF manter a sentença do juiz Sérgio Moro, a legislação atual já prevê a prisão de condenado em segunda instância. Gleisi afirmou que ainda aposta na candidatura do ex-presidente mesmo se ele for condenado em segunda instância, o que em teoria vetaria sua candidatura pela Lei da Ficha Limpa.

Esta semana, a BBC Brasil noticiou que a possibilidade de boicote do PT ao pleito de 2018 passou a ser ventilada no partido diante da chance de que Lula não possa ser candidato. Ele já foi condenado em primeira instância pelo juiz Sergio Moro em processo da Operação Lava Jato. Ainda não há previsão para seu julgamento em segunda instância.

Outras lideranças do PT disseram ao UOL, sob condição de anonimato, que inexiste a possibilidade de boicote ao pleito de 2018. “Você acha que governadores vão abrir mão de tentar a reeleição?”, disse uma delas.

Mais notícias para você:



Deixe um comentário

Your email address will not be published.